sexta-feira, 26 de maio de 2017

Filho é preso após vídeo dele agredindo mãe de 84 anos causar revolta na web





Nos últimos dias, vídeos de um homem xingando e agredindo a própria mãe, uma idosa de 84 anos, vêm sendo compartilhados por todo o País por meio do WhatsApp, atingindo milhões de visualizações e causando revolta entre as pessoas. Nas imagens, enquanto a mulher pede por clemência, o homem a ameaça verbal e fisicamente, a impede de levantar da cadeira, puxando-a com força para trás, chegando a dar tapas e até mesmo a bater nela com objetos.
O homem em questão é Roberto Elísio Coutinho, morador da cidade de Raposa, na região metropolitana de São Luís, no Maranhão, e que já teve prisão preventiva decretada pelas autoridades do Estado. A idosa nas imagens se chama Joseth Coutinho, é mãe do acusado e sofre do Mal de Alzheimer.
“‘Senhor’ é o c***, que eu não sou senhor, sou teu filho! […] Cala boca! Ou tu fica calada ou vai internada!”, estão entre as palavras ditas pelo homem ao longo da discussão, enquanto agride a mãe com tapas.
Antes de ser preso, Roberto chegou a dar uma entrevista ao telejornal JMTV, da TV Mirante, onde alegou ter assistido posteriormente aos vídeos gravados. Perguntado sobre o que sentiu ao ver suas próprias agressões, respondeu: “Arrependimento, tristeza, nojo, raiva, tudo.” “Eu preciso de tratamento, dessa vez, mais complexo, com internação. […] Quando eu tenho esses surtos, eu não gravo nada”, acrescentou.
A reportagem do canal também falou com José Augusto Cutrim, promotor de defesa do idoso que pediu a prisão preventiva de Roberto, que ainda deve passar por perícia médica. “Até que ele demonstre, via judicial, que realmente sofre de algum problema médico, é um sujeito perfeitamente normal, sabendo o que está fazendo e irá responder pelo crime que cometeu.”
O filho de Roberto já havia registrado uma ocorrência denunciando agressão de Roberto à senhora na semana anterior na Delegacia de Proteção ao Idoso.
Após os fatos virem à tona, a idosa fez exame de corpo de delito e pôde voltar para casa, acompanhada por assistentes sociais do Ministério Público.

Contas de luz de junho terão bandeira verde, sem acréscimo na tarifa


A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de junho será a verde, o que significa que não haverá custo extra para o consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o retorno da bandeira verde foi possível pelo aumento das chuvas nos reservatórios das hidrelétricas em maio e pela perspectiva de redução do consumo de energia elétrica no país.
Desde abril, a bandeira estava vermelha, o que representa um acréscimo de R$ 3 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.
A previsão da Aneel era que a bandeira tarifária vermelha patamar 1 continuasse em vigor até o fim do período seco, que vai até novembro.
Como funcionam as bandeiras tarifárias
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.
Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.
Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente.

Geninho convoca 22 jogadores para jogo contra o Vila Nova/GO no Frasqueirão

A comissão técnica abecedista definiu nesta sexta-feira (26), depois do último treino preparatório, a relação com os jogadores convocados para o jogo contra o Vila Nova/GO, partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Geninho relacionou 22 atletas para a partida, confronto marcado para este sábado (27), às 16h30, no Frasqueirão.
Foto: Andrei Torres/ABC FC
O técnico segue sem contar com os volantes Márcio Passos e Anderson Pedra, que estão em recuperação de cirurgias.
Três novidades na relação, a presença do zagueiro Léo Fortunato e do lateral Romano, recuperados de lesão, além do zagueiro Filipe, um dos contratados para a Série B, que cumpriu suspensão por expulsão no último jogo da Série C 2016, quando atuava pelo Botafogo/SP, e agora está à disposição.
Confira a relação completa:
Goleiros: Edson e Júnior Belliato;
Laterais: Bocão, Levy, Eltinho e Romano;
Zagueiros: Oswaldo, Cleiton, Léo Fortunato e Filipe;
Volantes: Felipe Guedes, Jardel e Jhonata;
Meias: Gegê, Erivélton, Echeverría e Zotti;
Atacantes: Nando, Caio Mancha, Adriano Pardal, Dalberto e Túlio Renan.

Governador apresenta dados econômicos positivos do RN durante evento na FIERN


Durante reunião em comemoração ao Dia da Indústria, promovida nesta sexta-feira (26), pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), o governador Robinson Faria apresentou dados econômicos positivos do Rio Grande do Norte. O encontro teve a presença do presidente da Federação, Amaro Sales, e de outros 30 membros de diretoria que representam seguimentos diversos da indústria, além de secretários de Estado.

Robinson, na oportunidade, fez uma reflexão sobre os primeiros desafios do mandato, quando encontrou o RN em grave crise econômica. O gestor lembrou que, ao assumir, dos nove estados da região Nordeste, o RN era o que estava em pior situação financeira, beirando a falência.

O governador seguiu o discurso falando que mesmo em meio ao cenário desfavorável, a junção de esforços e avanços do estado no campo econômico culminou em mais segurança jurídica, o que refletiu em conquistas claras. Ele citou, primeiramente, o Programa RN Gás +, de incentivo ao uso do gás natural para as indústrias e estabelecimentos comerciais.

“Com articulação de nossos secretários, criamos o nosso próprio programa de gás que hoje é bancado pelo estado, bancado pelo governo do Rio Grande do Norte, não depende mais de ter que se render à diretoria da Petrobras; e por conta do Programa consolidamos o distrito industrial de Goianinha, tirando ele do papel e facilitando o funcionamento da Cerâmica Elizabeth”, recordou o chefe do Executivo Estadual. Com a inauguração da cerâmica, está prevista a abertura de 2 mil vagas de emprego e outras quatro empresas já estão interessadas em se instalar no distrito industrial de Goianinha. “Temos, hoje, um estado que tem as melhores condições para atrair indústrias de qualquer lugar do país e do mundo”, acrescentou.

Ele falou, ainda, sobre a criação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi), que conta com 100 empresas ativas beneficiadas, gerando aproximadamente 25 mil empregos diretos, graças à segurança oferecida pelo Programa. Outro dado apresentado foi relacionado ao turismo. De acordo com pesquisas recentes, o Brasil teve um crescimento do turismo internacional de 4%, o Nordeste caiu 6.7% e o RN cresceu 12%. “Nunca foi investido tanto no Turismo do RN, com anúncios no exterior, parcerias para atrair vôos internacionais e aconteceu que o setor disparou. Nos tornamos o segundo destino mais procurando do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia”, ressaltou.

O governador lembrou, também, a isenção do querosene de aviação (QAV) do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), que gerou, entre outros reflexos, aumento da média de ocupação hoteleira. No setor de serviços, pontuou Robinson um dado do IBGE. “O Brasil, comparando março desse ano com o mesmo período de 2015, teve uma retração de 5% no setor de comércio e serviço, e o RN cresceu 6.5%, sendo o estado com maior crescimento”, falou. O Escritório do Empreendedor, inaugurado em outubro do ano passado, já registra abertura de 500 empresas; bem como os avanços na liberação das licenças ambientais, o que resultou em 10 mil licenças expedidas nos últimos dois anos. O Pro Transporte e as melhorias na malha viária do estado foram outros aspectos abordados, além da parceria com o Banco Mundial e com grupos estrangeiros.

Presidente da Fecomércio RN avalia positivamente participação do RN no 33º CNSE


“Foram três dias de imersão na programação do 33º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais. Aqui ouvimos opiniões diversas sobre temas que impactam diretamente os setores de Comércio, Serviços e Turismo, que nós representamos, bem como discutimos estes temas. Vamos sair daqui abastecidos de informações, ideias e questões para implantar, para modificar no nosso trabalho no Rio Grande do Norte”.

Foi desta forma que o presidente do Sistema Fecomércio Rio Grande do Norte, Marcelo Fernandes de Queiroz avaliou a participação da comitiva potiguar, liderada por ele e composta por cerca de 30 pessoas, entre presidentes de sindicatos filiados e diretores da Federação, no 33º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais (CNSE), que aconteceu entre os dias 24 e 26 (quarta e sexta-feira) de maio, no Centro de Convenções de João Pessoa, na Paraíba.

A noite da quarta-feira (24) foi reservada para a abertura oficial do evento, momento em que o presidente Marcelo Queiroz fez parte da frente de honra da solenidade, junto com os presidentes de outras 26 Federações do Comércio de todo o país. A presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos, Luzia Diva, também participou da abertura, representando a classe sindical patronal potiguar.

O primeiro dia de programação técnica, a quinta-feira (25), foi dedicado a traçar um panorama da economia do estado anfitrião. Os palestrantes, entre eles o governador da Paraíba, Ricardo Vieira Coutinho, esmiuçaram as obras e projetos implantados na gestão, grande parte voltadas para o turismo. Outro tema tratado e bastante atual, que diante da situação política pela qual o país passa pode mudar a qualquer momento, foi “A reforma trabalhista e a negociação coletiva”.

“O comércio e a economia brasileira” também foi um dos temas abordados pelo economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Carlos Thadeu de Freitas. Ele opinou que a economia brasileira estava com a recuperação ‘contratada’, e que o segundo semestre seria bem melhor, mas devido à indefinição política, não há mais como saber o futuro econômico do Brasil. “A economia mudou de um dia para o outro. O que importa é que as reformas ocorram. Se o país não fizer, vai ser ruim. Ruim com elas, pior sem elas”, afirmou.

Para reverter o quadro, o secretário de Comércio e Serviços do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcelo Maia, alertou para a necessidade de inovar nos modelos de venda de varejo, como online, comércio eletrônico, smartphones e outros. “Vivemos um novo momento para novos negócios e devemos pensar nas operações de comércio para o futuro”, comentou. Ele ainda apresentou números do Comércio e Serviços no país, responsáveis por 73,3% do PIB e por 24% dos empregos formais.

O dia ainda contou com painel sobre a importância da fidelização dos associados no fortalecimento dos sindicatos e discussões em comissões temáticas sobre os shoppings centers, comércio de rua, código comercial, comércio eletrônico, e etc.

Último dia
Na sexta-feira (26), o painel que abriu os trabalhos foi o “Turismo e Comércio viajam juntos”, com o debate entre a secretária do Ministério do Turismo, Teté Bezerra, que representou o ministro Marx Beltrão; o presidente do Conselho de Turismo da CNC, Alexandre Sampaio; e autoridades do governo da Paraíba.

Bezerra reforçou que o turismo é um importante fator na construção da economia brasileira e que precisa de mais atenção do poder público nas três esferas. Ela revelou ainda que há um projeto em andamento no Congresso Nacional que, se aprovado, deverá aumentar os recursos de promoção do destino Brasil no exterior. Atualmente, o valor da cota da Embratur é de US$ 17 bilhões. “Qualificação profissional fideliza o turista e o Sistema S, com o Sesc e Senac, sempre foi parceiro do Ministério na qualificação dos profissionais do turismo. Temos que trabalhar as pessoas para bem receber o visitante, consolidando o segmento”, opinou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Paraíba, Lindolfo Pires, acrescentou que o Sistema Fecomércio também é parceiro com o desenvolvimento de pesquisas voltadas para a atividade local. “Turismo e comércio viajam juntos, se retroalimentam, por isso devem trabalhar juntos por um propósito”, completou Alexandre Sampaio.

Também foram abordados temas como a fonte de custeio da atividade sindical. Para o presidente Fecomércio Sergipe, 3º vice-presidente da CNC e deputado federal, Laércio Oliveira, “é preciso reformar e modernizar o sindicalismo no Brasil, com a diversificação da prestação de serviços. É necessário que o sindicalizado se sinta representado pela entidade”. O presidente da Fecomércio Goiás, José Evaristo dos Santos, destacou que os sindicatos devem ter uma fonte de renda alternativa, que não seja somente a contribuição obrigatória. Já o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, afirmou que uma solução conjunta entre trabalhadores e empresários é a saída.

Ao longo do dia foram discutidos ainda temas como “Ações administrativas e gerenciais em Sindicatos”, “Ações de comunicação e marketing em sindicatos”, e “Questões gerais dos sindicatos e do movimento empresarial do comércio” em talk-shows técnicos.

MEC autoriza aulas a distância para o ensino fundamental 2




O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta sexta-feira, 26, um decreto que amplia os casos em que é autorizada a oferta de aulas a distância para alunos dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano). A modalidade poderá ser adotada quando os estudantes estiverem “sem acesso às disciplinas obrigatórias do currículo escolar”.
O ensino a distância para o ensino básico (do 1º ano do fundamental ao 3º do médio) já era liberado em “situações emergenciais” em que o estudante está impedido de acompanhar as aulas presencialmente, como motivos de saúde, os que se encontram no exterior ou privados de liberdade. Com o decreto, o MEC passou a liberar também a modalidade para os casos em que as disciplinas obrigatórias não estiverem sendo ofertadas para os alunos dos anos finais do fundamental.
O decreto também alterou as regras para o ensino a distância no ensino médio e superior. As mudanças, segundo o MEC, atendem à reforma do ensino médio – o texto sancionado pelo presidente Michel Temer (PMDB), em fevereiro, já abria a possibilidade para que algumas disciplinas fossem ofertadas nessa modalidade.
Os critérios de como será a oferta das disciplinas a distância ainda não foram definidos. Segundo o ministério, eles serão estabelecidos em conjunto com os sistemas de ensino, o Conselho Nacional de Educação (CNE) e Secretarias Estaduais de Educação.
Polos de EaD
Para o ensino superior, as mudanças vão permitir agora que as instituições possam criar cursos e polos de ensino a distância (EaD) sem exigir o credenciamento prévio para a oferta presencial. Elas também poderão ofertar exclusivamente os cursos a distância, sem que haja a oferta simultânea presencial.
Dessa forma, as instituições vão apenas comunicar o MEC sobre a criação dos polos e deverão respeitar os limites quantitativos, que serão definidos com base nos indicadores de qualidade de cada uma.
Janguiê Diniz, presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), diz que as mudanças vão agilizar a oferta de vagas e cursos.
“A avaliação dos polos era lenta, custosa e burocrática. A mudança vai facilitar a abertura, e a qualidade será garantida porque as instituições terão a limitação de acordo com seu indicador”, disse Diniz, durante o Congresso Brasileiro de Educação Superior Particular (CBESP), em Gramado, no Rio Grande do Sul.
Segundo o ministério, as mudanças fazem parte de uma estratégia para ampliar a oferta de vagas no ensino superior no País para atingir a meta do Plano Nacional de Educação (PNE) que prevê elevar até 2024 a taxa de matrícula para 33% da população de 18 a 24 anos – em 2015, ela era de 18,1%.

Anatel deverá bloquear celulares sem certificação


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) poderá bloquear os celulares que não tenham certificação. A proposta apresentada pela área técnica da Anatel já foi aprovada em reunião administrativa da agência, mas deve passar pelo Conselho Diretor e ainda pode sofrer mudanças.

Antes de bloquear os celulares, as operadoras deverão avisar os clientes que têm aparelhos não regularizados e, somente, após 75 dias poderão bloqueá-los. A previsão é de que as empresas comecem a mandar mensagens com avisos para os usuários a partir do dia 30 de julho, mas pode haver um adiamento no início da implantação do sistema.

Segundo a Anatel, serão bloqueados os celulares que não tenham certificação da agência e Imei válidos. O Imei é uma sequência de números que identifica o celular internacionalmente e são listados no banco de dados da GSMA, organismo internacional que reúne as empresas de telefonia móvel. Ele equivale ao número do chassi dos carros. Os aparelhos sujeitos ao bloqueio são principalmente os vendidos irregularmente no mercado nacional.

O projeto do bloqueio de celulares e sua forma de implantação vem sendo estudados pela Anatel em conjunto com as operadoras de telefonia móvel e a Associação Brasileira da Indústria Eletro e Eletrônica (Abinee).

Jacó Jácome homenageia 99 anos da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no RN


O deputado Jacó Jácome (PSD) foi autor da homenagem que a Assembleia Legislativa do RN prestou à Igreja Evangélica Assembleia de Deus (IEADERN) por quase um século de permanência no RN. Na solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (26), no plenário da Casa, o parlamentar traçou um histórico da evolução da igreja no Estado, desde a chegada dos primeiros missionários, em 1910. O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) e o deputado federal Antônio Jácome (PTN) prestigiaram o evento.

“O legado e a contribuição são inquestionavelmente relevantes para a sociedade e, desde seus primórdios, a igreja conta com nomes admiráveis pela forma com que se mantiveram inabaláveis em sua missão”, afirmou o parlamentar, destacando os nomes de Daniel Berg e Gunnar Vingren, que chegaram ao Brasil no ano de 1910.

O primeiro culto pentecostal em solo potiguar foi realizado na Rua do Arame, em 1918, sob a liderança de Francisco Cezar e o primeiro pastor, Adriano Nobre, foi quem implantou a igreja e fez o primeiro batismo às margens do Rio Potengi. “Desde então a igreja está se expandindo para todos os municípios potiguares, num trabalho iniciado por José Paulino Estumano, que fez as primeiras incursões pelas demais cidades”, afirmou Jacó.

O deputado mencionou momentos da história da IEADERN, como a inauguração do primeiro templo, à rua Amaro Barreto, no Alecrim. Jacó destacou ações como a criação, em âmbito nacional, do jornal Mensageiro da Paz; a primeira Convenção Geral das Assembleias de Deus no RN, entre outras.

Em seu pronunciamento, Antônio Jácome afirmou que todos os congregados estão numa grande expectativa em torno do centenário da IEADERN, que serão comemorados no próximo ano. O parlamentar parabenizou todos que fizeram parte dessa história. “Aos pastores desbravadores pela firmeza dos seus propósitos”, afirmou.

Falando em nome dos demais religiosos homenageados, o presidente da IEADERN, pastor Martim Alves da Silva, afirmou que o momento era de extrema alegria. Martim Alves tem mais de 40 anos de vida pastoral e fez um breve relato da história da igreja evangélica Assembleia de Deus e já deixou o convite para todos os crentes comparecerem aos 100 anos da congregação, em 2018, na Arena das Dunas.

“É uma honra e alegria receber a homenagem desta Casa. Temos serviços prestados ao nosso Estado, no que tange à evangelização e ao trabalho social. Nesses noventa e nove anos transcorridos, conseguimos chegar aos 167 municípios desse Estado”, afirmou o presidente da IEADERN.

Audiência discute ações e desafios da Saúde Pública em Mossoró


A retomada da reforma para ampliação dos leitos de UTI do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, foi tema de debate nesta sexta-feira (26), no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual do RN (UERN / Mossoró). De iniciativa do deputado Souza (PHS), a audiência pública reuniu representantes da área da Saúde Pública e revelou os desafios enfrentados pela unidade hospitalar e pelo município.
“Queremos ver concretizada a ampliação dos leitos de UTI do Tarcísio Maia, pois entendemos a sua importância para a Saúde de toda a população da região Oeste. Desde o início do mandato tenho persistido na luta pela ampliação da estrutura física, melhoria em equipamento, ampliação do quadro de pessoal e valorização dos servidores do Hospital, buscando garantir o atendimento a quem necessita de seus serviços”, afirmou Souza, que em 2015 destinou emendas parlamentares na ordem de R$ 1,8 milhão em favor da unidade de saúde.
De acordo com informações expostas na audiência pelo Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (CREMERN), a Justiça Federal homologou recentemente um Termo de Acordo junto ao Governo do Estado que determina, dentre outras ações, a ampliação dos leitos de UTI do Hospital Tarcísio Maia.
Representando o Executivo Estadual, o secretário de Saúde Pública do RN, George Antunes, anunciou que até setembro próximo a pasta fará o encaminhamento de projeto arquitetônico da reforma à Secretaria de Infraestrutura do Estado, visando à abertura de processo licitatório para a contratação de empresa de engenharia que irá executar as obras de novos 20 leitos de UTI no Hospital. A expectativa, segundo ele, é que a reforma seja concluída até março de 2018.
Além disso, o gestor assegurou para os próximos dias a contratualização de outros dez leitos de UTI com o Hospital Wilson Rosado.
A unidade hospitalar dispõe atualmente de nove leitos de UTI. A reforma, paralisada em 2012, previa a construção de novas 14 unidades. Presente no debate, o diretor do Hospital, Jarbas Mariano, alegou que a ampliação dos leitos de UTI passa também pela necessidade de criação de uma Central de Regulação visando à descentralização e regionalização dos serviços. “Os novos leitos são imprescindíveis, mas de nada adianta ampliar as unidades sem regular a ocupação dos mesmos”, observa o gestor.
Na oportunidade, o secretário George Antunes informou que o Governo do Estado já vem desenvolvendo um trabalho para a instalação, até dezembro, de uma Central de Regulação em Mossoró.
Outro ponto abordado durante a audiência é a recente assinatura de Termo de Cooperação Técnica Financeira entre a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para a complementação de recursos para serviços de média e alta complexidade. O documento prevê o investimento de R$ 11.397.677,62 para a complementação da tabela SUS (Sistema Único de Saúde).
Com a aprovação do documento, o município poderá retomar as cirurgias eletivas, que estavam paralisadas desde o ano passado. “A complementação deste tipo de procedimento será de 100% da tabela SUS, sendo 60% dos recursos de responsabilidade do Estado e 40% do município”, explicou o secretário municipal de Saúde, Benjamin Bento.
Ao final do debate, o deputado Souza anunciou que as deliberações e resultados da audiência serão condensadas em um relatório a ser encaminhado aos órgãos envolvidos. “A audiência cumpriu com o seu objetivo ao avançar nos encaminhamentos em favor da Saúde Pública de Mossoró e região”, concluiu.
Participaram ainda da audiência pública o representante da Secretaria de Infraestrutura, Luciano Cavalcante, a vice-prefeita de Mossoró, Nayara Gadelha (PP), vereadora Aline Couto (PHS), defensor público Hélio Cabral, representante da OAB, Thales Freitas, representante do Comitê de Saúde Estadual, Luara Fernandes, diretor da Faculdade de Ciências da Saúde da UERN, Fausto Guzen, coordenador geral do SindSaúde, João Morais, representante da maçonaria, Diego Dantas, além de representantes da sociedade civil e outras lideranças políticas da região.

Cobra com cerca de três metros é resgatada em Macaíba


A Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM) realizou, na noite dessa quinta-feira (25), o resgate de uma cobra de aproximadamente três metros na cidade de Macaíba, na Grande Natal.
 
A equipe foi chamada após um popular encontrar o animal em uma árvore, em uma granja na região. Ao chegarem ao local indicado, os militares se depararam com uma espécie do tipo jiboia enrolada em uma galinha.
 
Os policiais fizeram todos os procedimentos necessários para capturar a cobra sem machucá-la e a encaminharam para o Aquário de Natal, onde receberá cuidados para depois ser devolvida para a natureza.