Deputados debatem sobre desenvolvimento do Estado e vacinação

 


No horário destinado aos deputados, encerrando a sessão ordinária desta terça-feira (27), da Assembleia Legislativa, o deputado Vivaldo Costa (PSD) enalteceu a região do Seridó como a que tem os municípios, proporcionalmente, com maior qualidade de vida, como registra o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado. O parlamentar quis com isso ressaltar o projeto do Complexo Industrial de Serviços e Comércio do Seridó (Ciscom), que será instalado em Caicó.

“O Complexo tem o apoio do prefeito de Caicó, Dr. Tadeu (PSDB), e de prefeitos da região, do presidente desta Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), dos deputados federais João Maia (PL) e Beto Rosado (PP), e dos ministros Rogério Marinho e Fábio Faria”, afirmou Vivaldo. Segundo o deputado, o projeto segue o modelo do que foi adotado no município pernambucano de Santa Cruz do Capibaribe, onde funciona um grande centro comercial, abrindo espaço para empreendedores de toda a região, possibilitando emprego e renda.

Segundo orador, o deputado Ubaldo Fernandes (PL) comentou sobre a sanção, pela governadora Fátima Bezerra (PT), de lei de sua autoria, aprovada na Assembleia, que garante transparência à campanha de imunização no Estado. “Se no Rio Grande do Norte não havia acometimento de irregularidades na aplicação de vacinas, não existirá mais porque a lei já está em vigor”, disse Ubaldo, lembrando que em alguns estados se registrou aplicação em idosos sem a presença do imunizante dentro da seringa.

O deputado ainda relatou atuação de seu mandato em defesa dos idosos, e disse que um projeto que trata de políticas públicas para a faixa de idade deverá ser sancionado. Ele ainda falou sobre campanha educativa lançada pelo seu gabinete levantando a bandeira de defesa dos idosos.

Vacinação foi o tema do pronunciamento do deputado Kelps Lima (Solidariedade), que defendeu o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), que no final de semana se pronunciou sobre a falta de imunizantes para aplicar segunda dose da CoronaVac no município que administra. Kelps afirmou que Allyson conversou diretamente com a governadora Fátima Bezerra e explicou que a falta do imunizante em Mossoró se deu pelo fato da quantidade enviada para segunda dose, ter sido inferior à que foi enviada para a primeira.

“O prefeito Allyson não vai entrar na briga política, ele só tem uma preocupação: gerir pelo povo de Mossoró”, disse Kelps, referindo-se ao pronunciamento da deputada Isolda Dantas (PT), anteriormente, sobre o assunto que dominou a mídia no final de semana, após ter sido anunciada falta de imunizantes em Natal e Mossoró. Kelps afirmou que o prefeito Allyson relatou à governadora, o déficit de mais de mil doses encaminhadas a Mossoró, somando frascos quebrados, frascos com doses a menos.

“A preocupação do prefeito Allyson é vacinar o mais rápido possível e em Mossoró a vacinação está sendo um show”, disse Kelps. “O prefeito de Mossoró não pode pagar por estar sendo competente. Queremos a parceria da governadora na campanha de vacinação”, complementou o deputado. O discurso de Kelps foi rebatido pela deputada Isolda Dantas (PT), afirmando que não acusou o prefeito de estar fazendo política. Isolda disse que entrou em contato com o prefeito, disposta a colaborar, e afirmou que tem participado de reuniões da governadora Fátima com ele. “Estou à disposição do prefeito”, disse a parlamentar, ressaltando que trabalha pelo ‘bem de Mossoró’.

A deputada sugeriu que o deputado Kelps ouvisse a declaração da secretária de Saúde de Mossoró, Morgana Costa. “Ela disse que a culpa não era do Governo do Estado, estou aqui com o áudio”, afirmou a parlamentar. Isolda concluiu relatando as posições do Ministério da Saúde recomendou armazenamento de doses equivalentes à segunda aplicação, depois recomendou a aplicação imediata de 100% das doses enviadas a estados e municípios, e por final disse mais uma vez que estados e municípios guardem a segunda dose para evitar o que tem acontecido em alguns estados brasileiros, que é a falta de imunizantes.

Nenhum comentário