Núcleo de Execução do Plano de Desenvolvimento do Semiárido é inaugurado em Brasília



O deputado federal General Girão participou da solenidade de instalação do Núcleo de Trabalho Especial do Plano de Desenvolvimento do Semiárido, que será responsável por coordenar as ações para o Plano de Interligação das Bacias do São Francisco. Essa foi a principal demanda levantada durante a realização do Fórum de Desenvolvimento do Semiárido promovido pela Frente Parlamentar Mista em Prol do Semiárido, em dezembro de 2020, em Mossoró/RN, e a instalação do Núcleo vem para suprir a demanda.

"Esse grupo de trabalho criado na Codevasf vai coordenar as ações para um Plano de Interligação das Bacias Hídricas para que o nosso “Velho Chico” nunca mais precise depender somente das chuvas. Então, essa é mais uma atuação do Fórum do Semiárido Brasileiro que contribuiu efetivamente para a criação desse escritório de projetos que irá trabalhar na integração da produção de fruticultura e de outros produtos, chegando, ao final, ao nosso carro-chefe que é a interligação das bacias", pontua o deputado federal General Girão.

Também participaram da solenidade a deputada federal e coordenadora da Frente Parlamentar Mista do Agronegócio e Agricultura Familiar, Bia Kicis, e o diretor do Departamento de Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Francisco Soares de Lima Júnior, entre outros convidados.

 

Rota de fruticultura

Na ocasião, também foi lançada a estrutura de apoio às ações da Rota da Fruticultura da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride/DF), em articulação com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). O objetivo da Rota da Fruticultura da Ride/DF é elaborar estratégias para aumentar a produção e o fornecimento de frutas para mercados internos e externos, gerar emprego e renda na região, promover o intercâmbio de experiências e tecnologias, diversificar e implantar novas culturas e fomentar e motivar novos agricultores na produção de frutas no DF e Entorno.

A rota reúne o Distrito Federal, 29 municípios de Goiás e 4 municípios de Minas Gerais e é o eixo organizador de toda a cadeia produtiva da fruta. O grupo responsável também desenvolverá propostas de atualização do Plano de Desenvolvimento do Semiárido, elaborado em 2002. As propostas tomarão como base subsídios coletados no Fórum de Desenvolvimento do Semiárido realizado em Mossoró (RN) em 2020, promovido pela Frente Parlamentar em Prol do Semiárido.

Nenhum comentário