Temor sobre nova variante do coronavírus leva Estado a adiar retorno das aulas presenciais no RN

 


A governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra (PT) decidiu adiar novamente o retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino, previsto para ocorrer na segunda-feira (1º). As razões para o adiamento estão relacionadas ao temor das autoridades sanitárias em relação à nova variante do coronavírus, o que tem feito alguns Estados a aumentar as medidas de restrições e isolamento social.

A nova variante do vírus foi identificada primeiro em Manaus, cujo sistema público de saúde entrou em colapso há duas semanas, com falta até de oxigênio nos hospitais. O governador do Pará Helder Barbalho (MDB) anunciou lockdown em duas regiões do Estado por conta da proximidade com o Amazonas. Ainda não há informações de que a nova cepa do vírus chegou ao Rio Grande do Norte. No entanto, o Estado potiguar recebeu nos últimos 15 dias quase 30 pacientes vindos da capital amazonense.

Em contato com a agência Saiba Mais neste sábado (30), o secretário de Estado de Educação Getúlio Marques confirmou o adiamento e disse que o Governo vai se reunir com o Ministério Público Estadual na próxima semana para tomar decisões em conjunto sobre o retorno às aulas. Ele voltou a afirmar que 60% das escolas da rede estadual já estavam preparadas para receber os estudantes:

– A governadora Fátima Bezerra conversou ontem (sexta-feira) com alguns governadores e há um medo com relação a essa nova variante do coronavírus, que ainda ninguém sabe o que vai acontecer. A gente havia definido o formato híbrido (aulas presenciais e remotas). Teremos uma reunião com o Ministério Público para discutir a melhor forma e o melhor caminho para esse retorno híbrido. Até lá as escolas vão continuar se preparando. A gente tem 60% das escolas já prontas. Vamos fazer as análises pra ver o melhor dia para o retorno”, explicou.

As aulas recomeçam nesta segunda-feira (1º) integralmente em formato remoto. As aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março de 2020 em razão da pandemia. O distanciamento social é uma das principais medidas de redução do contágio do coronavírus.

Fonte: Saiba Mais

Nenhum comentário