Governo do RN investe R$ 27 milhões na implantação da RN-011


Como parte do plano de interiorização da economia, buscando o desenvolvimento regional, o Governo do RN implantou a RN 011 em 31 quilômetros de extensão. A execução foi viabilizada pelo Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER RN), a partir da aplicação de R$ 26,9 milhões garantidos a partir do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial.

Entregue em abril passado, a via que é conhecida como Estrada da Castanha - no trecho que liga a BR 110 à RN 016 –, está facilitando o acesso às regiões de Areia Branca, Serra do Mel e Carnaubais, promovendo melhorias na trafegabilidade e no escoamento das produções dos agricultores, além de fomentar o turismo, na medida em que possibilita crescimento de investimentos na região.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, explicou que a entrega do benefício aos norte-rio-grandenses é o resultado do trabalho integrado orientado pela atual gestão.

“Entendemos que o cuidado com a interiorização é imprescindível para o crescimento do Estado. Por isso, desde o início do Governo da professora Fátima, estamos empenhados em dar andamento às obras e ações viabilizadas pelo acordo de empréstimo. Depois de resolvermos diversos entraves e erros que comprometiam o projeto, a obra foi concluída. Assim, estamos propiciando grandes transformações em todo o RN, neste caso – em específico -, naquela região que interliga duas rodovias federais, BR 304 e BR 110, trazendo melhorias para o escoamento da castanha de caju, produção forte na Serra do Mel e item forte da pauta de exportações potiguar”, pontuou Mineiro.

INTERIORIZAÇÃO DO RN

As obras na RN 011 fazem parte dos investimentos que estão sendo aplicados em nove estradas potiguares, somando 217 quilômetros de vias reestruturadas, ou a serem revitalizadas. Os investimentos garantidos pelo acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial são na ordem de R$ 168 milhões e buscam garantir infraestrutura, mobilidade e acessos entre as regiões do Estado.

Nenhum comentário