Campanha em prol do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil acontecerá no dia 21 de novembro

 


Milhares de corações voluntários estarão mobilizados na maior campanha em prol das crianças e adolescentes com câncer do país. Trata-se da Campanha McDia Feliz, promovida pelo Instituto Ronald McDonald, que este ano excepcionalmente ocorrerá no dia 21 de novembro, em virtude da pandemia do Coronavírus. Em Natal, os recursos arrecadados irão beneficiar os pacientes da Casa Durval Paiva, através da campanha do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, que pode ajudar a salvar centenas de crianças e adolescentes potiguares.

Para participar da iniciativa solidária basta adquirir os tíquetes do sanduiche Big Mac na sede da Casa Durval Paiva, na Rua Professor Clementino Câmara, 234 – Barro Vermelho, ou ainda pelo telefone 4006-1600. Cada tíquete custa R$ 17,00 (dezessete reais) e poderá ser trocado no período de 19 a 23 de novembro em qualquer restaurante da rede McDonald.

Medida preventivas de proteção contra a Covid-19 foram preparadas nos restaurantes para atender ao público solidário. A rede implementou um protocolo especial que inclui o uso de máscaras, luvas e viseiras de proteção pelos colaboradores, instalação de barreiras acrílicas nos pontos de atendimento, demarcação de distanciamento social, reforço na higienização e sanitização de equipamentos e superfícies, entre outras medidas.

Em 2019, foram arrecadados através da campanha R$ 94.664,12 (noventa e quatro mil, seiscentos e sessenta e quatro reais e doze centavos). Recursos que foram utilizados pela Casa Durval Paiva em construções e reformas de residências para os pacientes, através do Projeto Vida. Rilder Campos, presidente da instituição, destaca quão importante é o apoio da sociedade para o sucesso da iniciativa. “A campanha McDia Feliz tem se consolidado nesses anos no Rio Grande do Norte como uma grande mobilização social em prol das crianças e adolescentes atendidos pela Casa Durval Paiva. Este ano, em função da pandemia, não será possível fazermos atividades recreativas, lúdicas e culturais nos restaurantes, mas contamos com o apoio de toda sociedade para que possamos dar continuidade às ações que fazem o resgate social e devolvem a dignidade para as famílias acolhidas pela Casa.”, enfatiza.

Diagnosticar é preciso!

Muitos pacientes ainda são encaminhados aos centros especializados de tratamento com o câncer em estágio avançado, o que se deve a diversos fatores, tais como: a desinformação dos pais, o medo do diagnóstico (podendo levar à negação dos sintomas), as dificuldades de acesso a assistência médica e exames específicos e a lacunas na formação dos profissionais da saúde quanto ao tema diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

Diante dessa realidade, a Casa Durval Paiva implementou em 2002, a Campanha do Diagnóstico Precoce, realizando mobilizações regionais no Estado para os profissionais das Equipes de  Estratégia de Saúde da Família -  ESFs, tendo como objetivo primordial o esclarecimento e a atualização desses, sobre os principais sinais que possam alertar para uma suspeita de câncer na criança e no adolescente. 

A partir de 2006, a Campanha tomou nova dimensão, atingindo não só os profissionais da saúde, mas toda a população do Estado, por meio de visitas às escolas da rede pública e privada, elaboração e distribuição de panfletos informativos; realização de apresentações culturais com mamulengos e palestras direcionadas aos pais, responsáveis e professores; contando também com o apoio de parceiros da rede pública e privada, além dos veículos de comunicação.

Casa de Apoio à Criança com câncer Durval Paiva

Nenhum comentário