Atualização do aplicativo Caixa Tem: Veja como fazer

 


Atualização do aplicativo Caixa Tem: Veja como fazer Os trabalhadores informais e demais cidadãos que receberam o auxílio emergencial do governo no ano passado precisam atualizar os dados no aplicativo da Caixa Tem, da Caixa Econômica Federal, para facilitar o pagamento da grana em 2021, caso tenham direito.

A liberação da grana, que deve ter valor médio de R$ 250, depende apenas de medida provisória do governo federal, que deve sair entre esta quarta-feira (17) e quinta-feira (18), segundo informações do Ministério da Cidadania.

Enquanto isso, os cidadãos que usaram o Caixa Tem devem entrar no app e seguir o passo a passo para atualizar dados. Há um calendário para a renovação dos dados. Veja ao lado. Agora, é possível fazer a atualização os nascidos em janeiro e fevereiro. O calendário para quem faz aniversário em março começará na quinta (18).

Na tela inicial, aparecerá a mensagem “Atualize seu cadastro”. O trabalhador deve clicar sobre ela. Em seguida, as três próximas telas informarão sobre os benefícios oferecidos pela Caixa. Depois, será a hora de atualizar endereço e responder a perguntas sobre renda e bens. Ao final, o cidadão deve confirmar os dados informados e clicar em próximo. Será preciso enviar uma foto de um documento, como RG ou CNJ, e uma selfie. A atualização está realizada. Confira ao lado o que fazer.

Nesta terça (16), cidadãos que tentaram fazer o envio dos dados para a Caixa, por meio do app Caixa Tem, reclamaram de instabilidade no sistema. O erro ocorreu durante todo o dia, segundo trabalhadores ouvidos pela reportagem do Agora.

O Caixa Tem é o aplicativo para movimentação da poupança social digital da Caixa, que paga não somente o auxílio emergencial, mas benefícios como o FGTS, por exemplo. À reportagem, a Caixa afirmou que “o aplicativo Caixa Tem encontra-se estável e operando normalmente. A funcionalidade específica de “atualização cadastral” teve uma breve intermitência nesta manhã (16/03)”, diz a nota.

Nova rodada
O Ministério da Cidadania informou que beneficiários do Bolsa Família começarão a receber a nova rodada do auxílio emergencial a partir do dia 16 de abril. O pagamento seguirá o cronograma normal do benefício, que varia de acordo com o final do NIS (Número de Inscrição Social). A mesma sistemática foi utilizada na primeira etapa do auxílio, ao longo de 2020.

Na segunda-feira (15), a pasta já havia dito que o novo auxílio começaria a ser pago no mês de abril, mas sem detalhar os grupos que vão receber os valores.

Além de beneficiários do Bolsa Família, também recebem a grana emergencial grupos como trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único, mas em datas diferentes. Quem entrar nas novas regras terá direito ao valor que deverá ser de, em média, R$ 250.

Apesar da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial ter sido promulgada na segunda (15), a MP (medida provisória) com regras, valores e calendário completo ainda não foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o que deve ser concluído nos próximos dias.

Nenhum comentário