No reencontro com a torcida, Flamengo vence Defensa y Justicia e avança às quartas da Libertadores

 


Após 497 dias, os flamenguistas puderam se reencontrar com o time do coração. Na noite desta quarta-feira (21), no Mané Garrincha, em Brasília, cerca de 5.500 torcedores viram o Mengão garantir a classificação às quartas de final da Copa Libertadores da América diante do Defensa y Justicia, da Argentina. Inclusive o presidente Jair Bolsonaro, que esteve presente no estádio. Com grande atuação do conjunto, que lembrou o time campeão da edição de 2019 do torneio, os cariocas venceram por 4 a 1.  

O Flamengo agora aguarda o vencedor do confronto entre Internacional e Olimpia, que se enfrentam na noite desta quinta-feira (22). O Colorado joga no Beira-Rio, mas sem vantagem no placar agregado, já que o jogo de ida terminou empatado sem gols. Se balançar as redes em Porto Alegre, os paraguios levam vantagem, porque na Libertadores o gol fora de casa é critério de desempate.

O jogo

O Flamengo foi a campo com força máxima. Rodrigo Caio, Willian Arão, Diego e Bruno Henrique voltaram a ficar à disposição de Renato Gaúcho. Com o considerado time ideal em mãos, a orientação do treinador foi pressionar a partir do apito inicial. E foi isso que aconteceu.

O Flamengo dominou o primeiro tempo e criou muitas chances, principalmente com Bruno Henrique, que pelo lado esquerdo infernizou o Defensa y Justicia. Aos sete minutos, o atacante invadiu a área e cruzou, mas a defesa mandou para escanteio. Everton Ribeiro cobrou na cabeça de Rodrigo Caio, que cabeceou firme para o fundo do gol, abrindo o placar para o Mengão.  

Apesar de ter a vantagem do empate por ter vencido por 1 a 0 na Argentina, o Flamengo manteve a intensidade elevada. Aos 15 minutos, Gabigol mandou na trave. Aos 18, o atacante tentou de novo, mas Unsain fez bela defesa. Aos 24, foi a vez de Arrascaeta chutar no poste. Só dava Flamengo. A impressão era de que o gol poderia sair a qualquer momento. E saiu. Mas para os argentinos. 

Aos 41 minutos, o Flamengo tentou sair jogando. Diego recuou para o xará Diego Alves, que chutou em cima de Loaiza, desviando a bola para o gol. Depois de igualar o placar, o Defensa y Justicia renasceu na partida e o Mengão quase não criou.

O segundo tempo começou tenso. O Flamengo continuou atacando, mas, diferente do que foi visto na primeira etapa, não jogava sozinho. O Mengão sentiu o gol e os argentinos souberam aproveitar o momento. Mais organizados dentro de campo, os comandados de Sebastián Beccacece dificultaram a vida dos cariocas e atacaram com objetividade.

Mas o momento de equilíbrio durou pouco. Renato Gaúcho colocou Michael no lugar de Everton Ribeiro e o atacante fez diferença. Dois minutos depois da substituição, aos 20 do segundo tempo, Filipe Luís cruzou a bola na área, que sobrou para Michael chutar uma bomba no travessão. Arrascaeta aproveitou o rebote e escorou de cabeça, marcando o segundo do Flamengo na partida. 

Depois de retomar a dianteira no placar, o Mengão controlou o jogo e conseguiu ampliar a vantagem. Arrascaeta tocou para Vitinho, que limpou e mandou um foguete de fora da área. Unsain tentou, mas não conseguiu segurar a bola.

E teve tempo para mais. Michael arrancou, que tocou para Gabigol. O atacante mandou de primeira para Vitinho balançar as redes de novo e consolidar a goleada.

Com o resultado, o Flamengo manteve a invencibilidade na Libertadores. O Rubro-negro enfrentará nas quartas o vencedor do confronto entre Internacional e Olimpia, que acontece nesta quinta-feira (22), no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 1 DEFENSA Y JUSTICIA

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Alejandro Molina (CHI) e Sebastian Vela (COL)
VAR: Cristian Garay (CHI)
Cartão amarelo: Gabriel Barbosa, Everton Ribeiro, Diego e Arão (Flamengo) / Frías e Paredes (Defensa y Justicia)
Gols: Rodrigo Caio, aos nove minutos do primeiro tempo; Loaiza, aos 41 minutos do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 20 do segundo tempo; Vitinho, aos 37 do segundo tempo; Vitinho, aos 49 do segundo tempo.
Público: 5.518 torcedores
Renda: R$ 984.440,00

FLAMENGO: Diego Alves, Isla (Matheusinho), Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Diego, Arrascaeta e Everton Ribeiro (Michael); Bruno Henrique (Vitinho) e Gabigol. Técnico: Renato Gaúcho.

DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain; Rodríguez, Frías, Paredes, Cardona e Soto; Contreras (Tripichio), Escalante (Merentiel), Loaiza (Rivero), Rotondi (Lucas Barrios); Walter Bou. Técnico: Sebastián Beccacece.

Nenhum comentário