Na CPI, Omar Aziz dá voz de prisão a ex-diretor da Saúde

 


O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, senador Omar Aziz, deu voz de prisão ao ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias. Dias estava sendo ouvido pela comissão nesta quarta-feira (7).

Antes de encerrar a sessão, Aziz acionou a polícia contra Dias, afirmando que ele estava mentindo em seu depoimento. A advogada do ex-diretor tentou argumentar, sem sucesso.

Aziz embasou seu pedido apontando a contradição entre os áudios obtidos no celular do policial militar Paulo Dominghetti e o testemunho de Dias. Dominghetti acusa o ex-diretor de pedir propina no contrato para a compra de 400 milhões de doses da vacina Astrazeneca.

Em seu depoimento, Dias afirmou que seu encontro com Dominghetti, em fevereiro deste ano, quando ocorreu o suposto pedido de propina, foi coincidência.

– Não era um jantar com fornecedor, era um jantar com um amigo – disse Dias aos senadores.

O presidente da CPI, porém, expôs as mensagens no celular de Dominghetti, em que ele avisa a seus superiores na Davati sobre a reunião marcada com o ex-diretor.

PLENO NEWS

Nenhum comentário