"Crise no turismo do RN ameaça futuro do Estado", diz vereador Aldo Clemente

A crise econômica enfrentada pelo setor turístico do Rio Grande do Norte pode se transformar, também, em uma forte ameaça ao futuro do Estado. Esta é a opinião do vereador de Natal, Aldo Clemente (PDT), que cobra maior atenção do poder público com a atividade, apontada como a principal da economia potiguar.

"São milhares de empregos diretos e indiretos que estão em jogo. E a retomada após a pandemia ainda será lenta. Se algo não for feito urgentemente pelo poder público, poderemos comprometer desde já as finanças dos próximos anos também. A crise no turismo do RN é uma forte ameaça ao futuro do Estado", disse o vereador.

Aldo Clemente já apresentou ao prefeito Álvaro Dias (PSDB) uma série de propostas para socorrer o setor e tentar preservar os empregos. Os dados mais atuais são assustadores. Cerca de 40% dos trabalhadores que ficaram desempregados na pandemia em Natal são ligados ao turismo. Isso falando apenas dos empregos diretos. "Isso fica ainda mais preocupante se levarmos em conta as pessoas que dependem da visitação turística, mas que são invisíveis aos olhos da sociedade, como o vendedor de picolé na praia, o rapaz da água de coco ou o artesão que vende lembranças da nossa terra", completou.

O vereador é autor do projeto que torna bares e restaurantes serviços essenciais em Natal na pandemia, recentemente aprovado pela Câmara Municipal. A proposta tem como objetivo estabelecer regras e protocolos rígidos de segurança sanitária para garantir o funcionamento destas atividades, que também são importantes para a manutenção do turismo.

Nenhum comentário