Serasa inicia renegociação de dívidas com desconto e redução de parcelas

 


Serasa iniciou, nesta segunda-feira (26), uma campanha de renegociação de dívidas para os consumidores inadimplentes. As parcelas começam em R$ 9,90, R$ 19,90 e R$ 29,90. 

A ação faz parte da plataforma Serasa Limpa Nome , que já fez mais de quatro milhões de acordos desde o início do ano. 

Os acordos são fechados em menos de três minutos, diz a Serasa, e as consultas podem ser feitas de forma gratuita pelo site, pelo aplicativo Serasa no Google Play e App Store, pelo WhatsApp 11 99575-2096 ou pelo telefone ligação gratuita 0800-591-1222.


Veja o passo a passo:


1º passo

Acessar o site www.serasa.com.br/limpa-nome-online ou baixar o aplicativo no celular, digitar o CPF e preencher o cadastro, com dados pessoais. Com isso, segundo o Serasa, é possível usar os serviços com a garantia de que só o próprio usuário tem acesso aos seus dados. O consumidor também pode regularizar débitos financeiros pelo WhatsApp, por meio do número (11) 98870-7025.

2º passo

Ao entrar na plataforma, todas as informações financeiras do consumidor já aparecerão na tela, incluindo as dívidas que tiver. Se quiser conhecer as condições oferecidas para pagamento, basta clicar em uma delas e serão apresentadas as opções para renegociar cada débito.

3º passo

Depois de escolher uma das opções de valor, é só escolher se vai ser à vista ou em parcelas e a melhor data de vencimento.

4º passo

A plataforma da Serasa gera um ou mais boletos, dependendo da forma de pagamento escolhida, já com a data de vencimento correta. O boleto poderá ser pago tanto on-line quanto na agência do banco ou casa lotérica.

O consumidor pode conseguir até 90% de desconto para quitar a dívida, dependendo da empresa e das condições de pagamento.

A Serasa recomenda que as pessoas priorizem os meios digitais, mas para quem preferir negociar presencialmente em uma das unidades dos Correios, e acessem o site www.correios.com.br para conferir os horários de funcionamento antes de se dirigir a uma das agências.

Nenhum comentário