Parlamentares se pronunciam no horário de deputados sobre ações do mandato

 


O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) usou seu tempo no horário de deputados, na sessão desta quarta-feira (10), na Assembleia Legislativa, para comentar sobre a viagem do prefeito de Caicó, Doutor Tadeu (PSDB), à Brasília. Segundo Vivaldo, que criticou gestões anteriores do maior município do Seridó, afirmando que a cidade ficou “destroçada”, o prefeito seridoense recebeu apoio em Brasília, de representantes da bancada federal do Rio Grande do Norte, como o deputado João Maia, e dos ministros potiguares Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, e Fábio Faria, das Comunicações.

Líder do PT na Assembleia, a deputada Isolda Dantas utilizou o horário para agradecer ao PSOL e PSB que acolheram o PT no bloco partidário, liderado pelo deputado Hermano Morais (PSB). Isolda aproveitou o espaço para criticar a decisão do Governo Federal de fechar agências do Banco do Brasil. “Isso tem um impacto na vida das pessoas”, disse Isolda, afirmando que em Mossoró uma agência considerada de grande importância deixará de funcionar.

A parlamentar também chamou atenção da Assembleia para a necessidade de se debater a questão dos combustíveis, que sofrem reajustes abusivos. “O presidente da República está responsabilizando os Estados por isso”, criticou Isolda.

O deputado Souza (PSB) apresentou Moção de Apoio à editora Sarau das Letras, criada há 15 anos em Mossoró, pelos escritores Davi de Medeiros Leite e Cláudia Arcanjo. “A editora alcançou a marca significativa de 300 lançamentos”, disse o parlamentar.

Ainda no horário destinado aos deputados, Coronel Azevedo (PSC) fez uma prestação de contas de sua semana, começando pela visita ao Dnocs, para tratar sobre perfuração de poços, e ao Idema, onde lhe foi explicado que muitos processos sofrem lentidão pelo fato dos projetos não serem apresentados dentro das conformidades. O parlamentar ainda relatou visitas que fez ao reitor da UFRN, professor José Daniel Diniz, e a agenda que cumpriu pelo Seridó, passando por Currais Novos, Parelhas e Caicó.

Em Currais Novos o parlamentar tratou da criação de um inventário dos potenciais turísticos do Rio Grande do Norte; sobre Parelhas, solicitou que o Detran retome a emissão de carteiras de habilitação, e em Caicó, tratou com o Exército sobre o abastecimento através de carros pipa.

A deputada Cristiane Dantas (Solidariedade) se pronunciou sobre falta de segurança em Natal, citando um arrastão registrado na terça-feira em uma doceria na avenida Afonso Pena. “A população está apavorada e clama por segurança”, ressaltou Cristiane, solicitando providências à Secretaria de Segurança do Estado. 

Último orador do horário, o deputado Albert Dickson (PROS) voltou a defender a profilaxia com o uso do medicamento Ivermectina para casos de Covid-19. Ele disse que participou de um debate na Associação Médica do Rio Grande do Norte que chegou à conclusão que o medicamento tem eficácia entre 72% e até 90%, enquanto que vacinas como a do Instituto Butantan tem eficácia de 50%. “Não estou dizendo que sou contra a vacina”, ressaltou Albert Dickson. “O medicamento tem um potencial de cura fantástico, o resto é conversa pra boi dormir”, disse o deputado, refutando uma nota publicada pelo laboratório internacional que criou o medicamento, afirmando que não é eficaz contra a covid.

Nenhum comentário