Grávida fica em choque com morte do pai, tem parto de emergência e morre

 


Uma grávida morreu nessa quinta-feira (7), em Cuiabá, 13 dias depois de ficar em choque e sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) ao saber da morte do pai dela por coronavírus (Covid-19), em Mato Grosso

Marciele Feldman, de 40 anos, é filha do professor Lauro Feldmann, de 69 anos, que morreu no dia 25 de dezembro enquanto estava internado com Covid-19 no Hospital Regional de Água Boa, a 736 km de Cuiabá.

Ela trabalhava no cartório da cidade, é mãe de um adolescente de 16 anos e estava grávida do segundo filho.

Segundo informações da comunidade luterana da cidade, da qual a família Feldmann faz parte, Marciele passou mal e entrou em choque ao saber da morte do pai dela. Grávida de 8 meses, ela foi levada às pressas ao hospital da cidade e sofreu uma convulsão.

Ela foi encaminhada para um parto de emergência e o bebê, Bernardo Augusto, nasceu. A criança ficou internada com insuficiência respiratória, enquanto a mãe se recuperava do parto.

No entanto, no mesmo dia, Marciele se queixou de dores fortíssimas na cabeça. Ela foi entubada e transferida em UTI aérea para o Hospital Municipal de Cuiabá em Cuiabá, onde estava internada desde então.

Fonte: G1

Nenhum comentário