Um passeio pelos natais passados


Exposição Presente da Natal, da Fundação Joaquim Nabuco, resgata periódico, símbolos e costumes da comemoração. Lançamento nesta terça (15), às 15h10

No Século XX, a revista Presente da Natal ganhava as bancas recifenses todo mês de dezembro. Idealizado em 1930 pelo jornalista Luiz do Nascimento, autor da enciclopédica História da Imprensa de Pernambuco, o periódico tomava uma das principais celebrações do mundo para então oferecer aos seus leitores. Quase um século após a publicação do primeiro número, a Fundação Joaquim Nabuco, por meio de sua Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca), resgata o título e lança virtualmente a exposição Presente de Natal, nesta terça-feira (15), às 15h10. A mostra integra a programação do Natal da Esperança, promovido pela Instituição, e ocupa a Sala Waldemar Valente, no campus Casa Forte.

“A revista tinha periodicidade anual e era graficamente simples, pois usava os recursos tecnológicos disponíveis. Mas seu conteúdo é rico e nos traz muito do que era o Natal daquele período”, adianta o coordenador de Exposições do Museu do Homem do Nordeste (Muhne), Antônio Montenegro. De acordo com ele, o periódico permite uma viagem no tempo aos costumes, formas de convivência e comemoração do último século. Outro detalhe valioso é o caráter comercial da obra, expresso na publicidade. Os números em exposição pertencem à Biblioteca Blanche Knopf, da Fundaj.

Além do periódico, o público poderá conferir diversas obras das coleções da Casa que passeiam pelo tema. Para a mostra, foram visitados os acervos do Museu do Homem do Nordeste e do Centro de Documentação e de Estudos da História Brasileira Rodrigo Mello Franco de Andrade (Cehibra). Assim, os festejos populares não ficarão de fora, graças aos registros da antropóloga norte-americana Katarina Real. Peças de folguedos, em cerâmica, madeira, xilogravuras e aquarelas também compõem a mostra. Mas há também os cartões postais típicos da época. Ainda entre os destaques, está um conjunto do Boi Reisado de Maceió.

“A exposição nos leva a refletir sobre esse universo natalino, mas também sobre nossos dias, particularmente em um ano que se caracterizou os desafios cotidianos em nível mundial. E, por outro lado, demonstra o quanto se tornam importantes os acervos e os estudos que podem ser neles embasados”, reflete Montenegro, que recorda o papel fundamental dos postais no fim do século XIX e início do XX, muito antes da internet e das redes sociais. “São nesses objetos, imagens e textos que se encontram valores que precisam ser conservados e compartilhados por todos. E isso é um verdadeiro presente de natal.”

Serviço

Lançamento da Exposição Presente de Natal

Data: 15 de dezembro, terça-feira

Horário: 15h10

Transmissão no canal da Fundaj, no YouTube

Visitas: terças a sextas-feiras, das 10h às 17h

sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h

Informações: (81) 3073-6331/6385.

Nenhum comentário