Polícia proíbe baile funk que pretendia reunir mais de 500 pessoas em Natal

 


Uma operação conjunta realizada neste sábado (19) interditou uma festa de funk que estava programada para acontecer no bairro Planalto, mais precisamente na área do Leningrado. A ação, que envolveu a Guarda Municipal do Natal (GMN), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e o 9º Batalhão de Polícia Militar, foi deflagrada com base nos decretos municipais de prevenção ao contágio coronavírus, que determina pelo sanitárias , combate a aglomerações, entre outras.

A festa estava programada para acontecer durante a noite e a expectativa era reunir mais de 500 pessoas. Uma operação conseguiu monitorar pelas redes sociais toda a preparação e chamamento da população para o evento, o que possibilitou uma ação integrada durante a tarde, antes do início da festa. “Foi uma operação direcionada a preservar a saúde das pessoas. Unimos Guarda Municipal, Polícia Militar e Semurb disponível na interdição do evento que não tinha licença autorizando e transgredia regras sanitárias impostas para proteger a saúde das pessoas ”, explicou a secretária de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Mônica Santos.

Quando as guarnições chegaram ao local da festa, foi possível encontrar todo o espaço já organizado para receber as pessoas. Já havia delimitação cercando a área do evento com telas estendidas em alambrados e pontos prontos para estacionamento e acionamento de equipamentos de som. A estimativa da Guarda Municipal que o evento chegasse a reunir mais de 500 pessoas.

Entre as normas sanitárias de prevenção ao coronavírus decretadas pela Prefeitura de Natal estão a proibição de eventos como festas e shows com mais de 50 pessoas, e que respeitam esse limite devem ainda observar que o espaço da festividade deve ter pelo menos 5m² por pessoa presente , distanciamento mínimo de 1,5m entre os participantes, além de outras determinações. Qualquer evento fora padrões é passível de interdição, sendo a responsabilidade da fiscalização das secretarias municipais, unindo a Semdes, Semurb, Semsur, Procon e STTU.

As denúncias desse tipo de evento podem ser feitas pelo telefone 24h do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) pelo 190 e o 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil), além pela Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829, de segunda uma sexta-feira, das 8h às 12h. “Também estamos com o setor de Inteligência vigilante nas redes sociais para identificar qualquer divulgação de eventos que venha desrespeitar às normas legais”, concluiu o subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz.

Nenhum comentário