Bolsonaro diz que não se sente pressionado para o país começar a vacinar

 

O PRESIDENTE PASSEOU POR BRASÍLIA SEM MÁSCARA, ENTROU EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E FALOU COM O PÚBLICO. FOTO: SÉRGIO LIMA

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (26.dez.2020) que o fato de outros países já terem começado a vacinar seus cidadãos e o Brasil ainda não, não o pressiona. Afirmou que é preciso ter razão é responsabilidade com o povo em relação a vacinação contra a covid-19.

“Ninguém me pressiona para nada, eu não dou bola pra isso. É razão, razoabilidade, é responsabilidade com o povo. Você não pode aplicar qualquer coisa no povo”.

O presidente passeou por Brasília sem máscara, entrou em estabelecimentos comerciais e falou com o público. Ele foi a uma padaria, uma lotérica, parou na rua, foi a uma papelaria e a uma feira de artigos ligados a motos.

Bolsonaro também declarou que nenhuma das empresas de vacinas disponíveis até agora se responsabiliza por possíveis efeitos colaterais. Essa tem sido uma crítica constante do presidente em relação ao tema.

Na corrida contra o coronavírus, há 18 vacinas em desenvolvimento no mundo que estão na 3ª fase de testes clínicos. Destas, 8 foram liberadas para uso emergencial e limitado em diversos países, e 3 obtiveram o registro para o uso definitivo. Os dados são do Rastreador de Vacinas de Coronavírus, desenvolvido pelo jornal The New York Times.

A Hungria começou neste sábado (26.dez) a imunizar profissionais da saúde contra a covid-19 com a vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech. A informação foi divulgada pela agência Reuters.

Nenhum comentário