Bahrein é segundo país a autorizar uso emergencial de vacina da Pfizer

A AGÊNCIA ESTATAL DE NOTÍCIAS DO BAHRAIN FEZ O ANÚNCIO NA NOITE DE SEXTA-FEIRA, APÓS UM ANÚNCIO ANTERIOR DO REINO UNIDO NA QUARTA-FEIRA. FOTO: AFP

O Bahrein disse ter se tornado a segunda nação do mundo a conceder uma autorização de uso de emergência para a vacina contra o novo coronavírus produzida pela Pfizer e BioNTech. A agência estatal de notícias do Bahrain fez o anúncio na noite de sexta-feira, após um anúncio anterior do Reino Unido na quarta-feira.

“A confirmação da aprovação pela Autoridade Reguladora Nacional de Saúde do Reino do Bahrein veio após uma análise e revisão minuciosas realizadas pela autoridade de todos os dados disponíveis”, disse o reino. O Bahrein não informou quantas vacinas comprou nem quando a vacinação vai começar. A Pfizer disse que os detalhes de seu acordo de vendas com o Bahrein, incluindo o “momento de entrega e o volume de doses” era confidencial e se recusou a comentar.

O Bahrein já concedeu autorização para uso emergencial para a vacina chinesa feita pela Sinopharm e já inoculou cerca de 6 mil pessoas com ela. Essa vacina também está em uso nos Emirados Árabes Unidos. “A aprovação da vacina Pfizer/BioNTech vai adicionar mais um importante camada para a resposta nacional contra a covid-19 do reino, que tem priorizado fortemente proteger a saúde de todos os cidadãos e residentes durante a pandemia”, disse Mariam al-Jalahma, CEO da Autoridade Regulatória de Saúde do Bahrein.

Correio Braziliense

Nenhum comentário