Ricardo Salles pede demissão do Ministério do Meio Ambiente

 


Alvo de investigações e de pressões políticas, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, decidiu pedir demissão do cargo nesta quarta-feira (23). A exoneração foi publicada hoje no Diário Oficial de União (DOU). Joaquim Álvaro Pereira Leite, secretário da da Amazônia e Serviços Ambientais, assumirá como novo ministro.

De acordo com o jornal O Globo, Ricardo Salles alegou, ao presidente Jair Bolsonaro, motivos familiares para se desligar do governo, assim como a pressão sofrida no comando da Pasta.

Em entrevista à imprensa, ele disse que muitas das medidas apresentadas para a área foram contestadas, negou qualquer desrespeito à legislação e disse que está saindo do governo para que uma união de “interesses, anseios e esforços” ocorra da maneira “mais serena possível”.

– Eu entendo que o Brasil precisa ter uma união de interesses, anseios e esforços. E para que isso se faça da maneira mais serena possível, eu apresentei ao senhor presidente o meu pedido de exoneração, que foi atendido. E eu serei substituído pelo secretário Joaquim Álvaro Pereira Leite, que também tem muita experiência e conhece todos esses assuntos – destacou.

Salles também falou sobre o seu trabalho no Ministério do Meio Ambiente

– Nós fizemos, a longo desses dois anos e meio, o programa de concessão dos parques nacionais, para que pudéssemos ter cada vez mais áreas de visitação com respeito ao meio ambiente. Fizemos um esforço muito grande para implementar melhores práticas administrativas no setor ambiental – apontou.

Nenhum comentário