VÍDEO: Meteorito cai em cidade do RN e assusta moradores; veja

 


Moradores da cidade de João Câmara-RN ficaram assustados com o que viram no céu na noite desta quarta-feira (03). Um clarão surgiu diante de várias testemunhas, seguido de um estrondo que deixou a cidade em polvorosa. Segundo um astrônomo consultado pelo portal Grande Ponto, o que assustou a população foi um meteorito.

Segundo moradores, o objeto caiu em uma fazenda na divisa entre os municípios de João Câmara e Pureza. Nos grupos de WhatsApp, vários áudios circulam com os depoimentos de quem presenciou o fenômeno. Em um dos áudios, um homem diz que viu uma “bola de fogo descendo do céu” deixando um rastro de luz trás de si. Ele acrescentou que, momentos depois, ouviu um estrondo.

Outra testemunha de João Câmara disse que viu algo parecido com um relâmpago. “Clareou tudo que ficou dia quando eu vinha já depois da entrada do Aracati”, diz. Aracati é um distrito da cidade de Pureza, que fica vizinha a João Câmara.

Também circula nas redes sociais um vídeo mostrando o momento em que o meteorito entra na atmosfera da Terra e depois desaparece repentinamente. O portal Grande Ponto conversou com o professor e Astrônomo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Renan de Medeiros, que também é membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Ele confirmou que o objeto é um meteorito.

“Foi um meteorito, sem dúvida, pela intensidade da luz, a forma como aparece e desaparece, o estrondo, que foi muito intenso, inclusive. O estrondo, por sinal, representa a velocidade do objeto. Ele rompeu a barreira do som, por isso causou o estrondo”, disse o professor, que afirma ter analisado vários vídeos do momento da queda do meteorito no RN.

Ele explica, no entanto, que não é possível saber, pelas imagens, se o meteorito se desfragmentou quando entrou na atmosfera ou se ele caiu no solo ainda na forma rochosa. A maioria, segundo ele, se desfragmenta ao adentrar na atmosfera terrestre.

“Mas dependendo da dimensão, ele pode ter caído como uma rocha, normalmente negra, e está em algum lugar. Para que reste alguma coisa quando ele entra na atmosfera, ele tem que ser grande. Mas é impossível saber somente pelas imagens”, conclui o astrônomo.




Fonte: Portal Grande Ponto

Nenhum comentário