Avião com 5.400 litros de insumo para produção da CoronaVac chega a SP

 


Chegou na noite dessa 4ª feira (3.fev.2021), ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), um avião vindo da China com 5.400 litros de insumos para a produção da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

O material deve deixar o aeroporto com destino a São Paulo às 10h desta 5ª feira (4.fev). De acordo com o Butantan, o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) recebido é suficiente para a produção de 8,6 milhões de doses.

O desembarque foi acompanhado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pelo secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, e pelo diretor do Butantan, Dimas Covas.

Covas afirmou que o instituto aguarda o envio de novas remessas. “Vão chegar mais insumos na semana que vem, no dia 10, e até o final do mês esperamos mais 10.000 litros. Então não pararemos até entregar todo o quantitativo de 100 milhões de doses, que deve ser até agosto, começo de setembro”, falou o diretor do Butantan.

Esse é o 1º lote de insumos que o instituto recebe neste ano. De acordo com Covas, as vacinas produzidas com essa matéria-prima começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no próximo dia 25.

Em janeiro, o Butantan entregou 8,7 milhões de vacinas à pasta. Foram 6 milhões de doses no dia 17, outras 900 mil no dia 22 e mais 1,8 milhão no dia 29.

Nós torcemos e pedimos para que mais vacinas sejam disponibilizadas para atender mais brasileiros em todo o Brasil. Quanto mais rápido vacinarmos, mais rápido sairemos da crise, mais rápido a economia retoma”, declarou João Doria nessa 4ª feira (3.fev).

PRODUÇÃO NACIONAL

O governo de São Paulo anunciou que, em janeiro de 2022, o Instituto Butantan será capaz de produzir a CoronaVac em sua nova fábrica com matéria-prima totalmente nacional. Em dezembro, será iniciada uma produção experimental da vacina.

As obras da nova fábrica do Butantan tiveram início em novembro do ano passado e a previsão é de que sejam concluídas em setembro. Enquanto não fica pronta, o Butantan produz as doses com o insumo importado da China.

Para a construção da fábrica, o Instituto Butantan arrecadou R$ 162 milhões em doações de empresas privadas. O governo paulista espera arrecadar ainda mais R$ 20 milhões para a aquisição de equipamentos complementares.

Com a ampliação das instalações, o Instituto Butantan terá independência produtiva da CoronaVac e capacidade estimada de cerca de 100 milhões de doses fabricadas por ano.

Poder 360

Nenhum comentário