Parte superior do viaduto do Gancho de Igapó é liberada para o tráfego de veículos em Natal

 


A parte da travessia superior do Viaduto do Gancho de Igapó foi liberada para o tráfego de veículos nesta segunda-feira (11), na Zona Norte de Natal. A cerimônia de inauguração do trecho, que liga Natal ao município de São Gonçalo do Amarante e ao aeroporto da região metropolitana contou com a participação do ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas.

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), cerca de 50 mil motoristas passam pela região todos os dias. Com custo total de R$ 60 milhões, a obra que liga a BR-101 Norte à BR-406 e à RN-160 foi iniciada em março de 2020 e tem previsão de conclusão para fevereiro de 2022. Inicialmente, a obra era prevista para a Copa do Mundo de 2014.

"Estamos liberando a travessia superior e agora a gente começa a trabalhar na drenagem, nas vias marginais, passarelas e na passagem inferior em "Y". E ai no ano que vem a obra vai estar completamente entregue", afirmou Tarcísio.

O ministro acrescentou que o trecho dá acesso ao Aeroporto de São Gonçalo do Amarante e disse que o terminal aéreo está em processo para ser leiloado até o final do ano, após desistência da atual concessionária, a Inframérica, que anunciou em 2020 que devolveria a concessão pública à União.

Também estiveram presentes à cerimônia os ministros das Comunicações, Fábio Faria e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que são potiguares, além de deputados federais, estaduais e representantes dos municípios de Natal e São Gonçalo do Amarante.

Gancho de Igapó

Segundo o DNIT, quando finalizado, o Complexo Viário do Gancho de Igapó vai reduzir o tempo de deslocamento daqueles que utilizam a rodovia, especialmente dos bairros da zona Norte de Natal e dos que moram nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim.

O novo complexo substitui uma rotatória que havia no local e que estava com capacidade esgotada, e deve possibilitar aos veículos a realização de todas as conversões, sem necessidade de semáforo.

Além do viaduto, é previsto um túnel com dois ramos para o tráfego da Zona Norte, marginais de acesso ao comércio local e demais obras complementares, inclusive passarelas.

G1 RN

Nenhum comentário