Operação Falsos Heróis: PF apreendeu mais de R$ 2,4 mi e prendeu 7 pessoas

 


A Polícia Federal do Rio Grande do Norte, divulgou o resultado da operação Falsos Heróis, deflagrada nesta terça-feira (27), para fazer cessar as atividades de uma organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros e produtos falsificados.

O dinheiro apreendido chegou a quantia de R$ 2.427.895,00. Os federais ainda apreenderam, 8 veículos e 6 armas de fogo. Na ação, 7 pessoas foram presas preventivamente, sendo uma delas em flagrante. Um dos alvos não foi localizado.

Dentre os investigados, constam empresários, policiais civis do Rio Grande do Norte, além de um secretário municipal da cidade de Areia Branca/RN.

Cerca de 165 policiais federais foram empregados no cumprimento de 26 mandados de busca e apreensão e 8 de prisão preventiva nas cidades de Areia Branca, Tibau e Mossoró, no Rio Grande do Norte; Belém e Ananindeua no Pará e em São Paulo (capital). Também foi determinado o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão com relação a outros nove investigados, bem como o sequestro judicial de 22 contas bancárias.

As diversas diligências realizadas no curso da investigação permitiram identificar a existência de uma organização criminosa bem estruturada, cujo modus operandi consiste no transporte naval de produtos contrabandeados (cigarros, vestuário e equipamentos eletrônicos falsificados) com origem no Suriname, os quais são internalizados de forma clandestina em pontos da costa dos municípios potiguares de Areia Branca, Porto do Mangue e Macau, sendo posteriormente transportados para diversos estados, principalmente São Paulo, onde são comercializados em locais notadamente conhecidos por esta prática.

*O nome “Falsos Heróis” faz referência ao batismo das embarcações utilizadas para o transporte de mercadorias contrabandeadas (Ex: Thor, Hulk e Capitão América), bem como ao envolvimento de policiais civis que atuavam principalmente fornecendo segurança às operações logísticas de transbordo e transporte dos produtos contrabandeados.

Nenhum comentário