Polícia Militar intensifica fiscalização para coibir aglomerações durante o feriadão no RN

 

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte iniciou ontem a chamada “Operação Independência”, com o intuito de coibir aglomerações nas principais praias, lagoas e barragens do estado durante o feriadão. No total, 1.500 agentes de segurança estão envolvidos na ação que tem o objetivo de evitar a propagação da Covid-19.

Na noite de sexta-feira, na praia de Ponta Negra, em Natal, a Polícia Militar fez abordagens e advertiu pessoas sem máscaras no calçadão. Na Avenida Engenheiro Roberto Freire, a Operação Lei Seca também montou barreira para fiscalizar os motoristas que insistem em misturar álcool e direção.

A PM também ocupou as principais ruas da Praia de Pipa, no litoral Sul do Rio Grande do Norte, que requer uma atenção redobrada devido à alta procura de visitantes. A prefeitura de Tibau do Sul publicou decreto em que estabelece que bares e restaurantes têm que fechar até meia-noite, e proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos espaços públicos.

“Estamos com efetivo na praia de Pipa, onde foram mostradas dias atrás algumas aglomerações. Foi publicado um decreto com as restrições. Estaremos orientando e entregando máscaras às pessoas que estão ainda querendo desobedecer e não querendo fazer a prevenção, que é o uso da máscara”, falou o coronel Alarico Azevedo, comandante geral da Polícia Militar no RN.

Neste sábado (5), a cavalaria da PM também fez rondas pelas areias da praia de Ponta Negra, que tem barracas lotadas em dia de sol em Natal. Não foram registradas aglomerações pela manhã.

Nenhum comentário