TCU estima em R$ 42 bi pagamentos indevidos do auxílio emergencial


Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) estimou que os pagamentos indevidos do auxílio-emergencial podem chegar a R$ 42,1 bilhões. O relatório foi votado nesta quarta-feira pelo plenário do órgão de controle
Desse montante, R$ 23,7 bilhões foram destinados a 6,4 milhões de pessoas que estariam recebendo sem ter direito. Os outros R$ 18,4

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/politica/noticia/2020/08/26/tcu-estima-em-r-42-bi-pagamentos-indevidos-do-auxlio-emergencial.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.

Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

VALOR ECONÔMICO

Nenhum comentário