Durante o mês de setembro, o Hospital Psiquiátrico Professor Severino Lopes desenvolve uma série de atividades voltadas para pacientes e comunidade


 O Hospital Psiquiátrico Professor Severino promove durante todo o mês de setembro a campanha “Setembro Amarelo”. Na programação estão previstas uma série de lives com especialistas sobre o tema; atividades terapêuticas, promoção de mini-cursos, vendas de camisetas e integração de atividades com entidades nacionais e do Estado. A campanha tem como objetivo conscientizar a população natalense sobre a importância de se prevenir o suicídio.

    Desde o ano de 2009 a Associação Brasileira de Psiquiatria(ABP)  vem promovendo o Setembro Amarelo apresentando a importância de se discutir o tema e orientar melhor a população sobre a necessidade de se procurar ajuda profissional sempre que necessário. Para isso, é importante que se esteja atento a sinais e sintomas do comportamento suicida.

     Durante o mês de agosto, a instituição já vem abordando o tema da Doença Mental e Suicídio: Comunicação com Menos Preconceito, com atividades desenvolvida para equipe de saúde do hospital.

    O suicídio é uma questão de saúde pública, que leva cerca de 32 brasileiros por dia, mas ainda é considerado um tabu, por isso, falar é a melhor solução. Um problema que afeta a vida de diversas pessoas não pode ser ignorado. É necessário falar sobre suicídio e mostrar para quem sofre que existe outra escolha, existem outras formas de combater a dor e o sofrimento.

    Sabemos que 9 em 10 suicídios podem ser prevenidos e que o tratamento das doenças mentais tem enorme importância para prevenção.

    Reduzir a psicofobia e desfazer os mitos sobre suicídio, trabalho para o ano inteiro, tem que ser intensificado em setembro para que as pessoas procurem a ajuda adequada.

    Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio pode ser prevenido em 90% dos casos, mas só com informação e conhecimento é que vamos conseguir essa prevenção. É necessário que a sociedade entenda que depressão, e outras causas que levam ao suicídio, não é drama, não é para chamar atenção, mas sim, um pedido de socorro. As pessoas precisam saber reconhecer sinais, observar a diferença no comportamento e entender a fragilidade de quem está passando por um momento desses para que possa oferecer ajuda.


Nenhum comentário