Anvisa autoriza fase 3 de testes de vacina chinesa contra novo coronavírus


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou na 6ª feira (3.jul.2020) o início da fase 3 de testes da vacina contra o novo coronavírus feita pela empresa chinesa Sinovac. No Brasil, os estudos são conduzidos pelo Instituto Butantan, de São Paulo, que também será responsável por coordenar a nova fase.

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou na última 4ª (1º.jul) que 12 centros de pesquisa vão realizar os testes. Ao todo, 6 Estados brasileiros participam: Distrito Federal, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

A vacina, batizada de CoronaVac, obteve bons resultados nas 2 fases iniciais e agora vai ser administrada a 1 número maior de pessoas. Segundo Doria, 9.000 voluntários serão selecionados. Parte deles vai receber a vacina. O restante, um placebo, uma substância sem efeito. Com isso, é possível verificar se existe 1 estímulo à produção de anticorpos para proteção contra o vírus.
O Instituto Butantan ainda precisa do aval da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) ou da Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa (CAPPesq).

O Brasil realiza também testes de uma vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Nenhum comentário