Estados Unidos autorizam uso do Remdesivir contra o coronavírus


O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, anunciou nesta sexta-feira (1º) que a agência de Administração de Alimentos e Drogas (FDA) autorizou o uso do medicamento Remdesivir.
O motivo seria que o remédio teve bons resultados nos testes clínicos Gilead da empresa Gilead, que produz o produto. O estudo contou com 1.036 pacientes com Covid-19, parte recebeu o Remdesivir e, outra parte, um placebo. Pacientes que receberam a substância tiveram o tempo de recuperação reduzido em 31%.
“Os benefícios conhecidos e potenciais do remdesivir superam os riscos conhecidos e potenciais do medicamento para o tratamento de pacientes hospitalizados com COVID-19 grave.”, escreveu a FDA. Na ficha técnica direcionada aos pacientes, a FDA alerta que o remdesivir é um medicamento que ainda está sendo estudado. “Há informações limitadas sobre a segurança e eficácia do uso do remdesivir no tratamento de pessoas hospitalizadas por Covid-19. Em um estudo clínico, demonstrou-se que o remdesivir é capaz de reduzir o tempo de recuperação em algumas pessoas. Não existem medicamentos aprovados pelo FDA considerados seguros e eficazes no tratamento de pessoas hospitalizadas com Covida-19. Portanto, o FDA autorizou o uso de emergência do remdesivir”, disse a organização.
Na quarta-feira passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu não comentar sobre o uso do Remdesivir, ressaltando que ainda não existes um tratamento específico considerado eficaz contra a Covid-19. A substância não está à venda.

REDE TV

Nenhum comentário