[Vídeo] Assassino de motociclista se envolvia em brigas de trânsito e devia R$ 9 mil em multa


Um vídeo divulgado nesta quarta-feira (11) pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) mostra que Bruno Luíz Duarte da Costa Pereira, de 34 anos, preso nessa terça-feira (10) por atropelar e matar um motociclista, já havia se envolvido em confusão de trânsito no ano de 2017. Além disso, uma outra informação conseguida com exclusividade pela TV Tropical mostrou que ele devia mais de R$ 9 mil em multas. 
Nas imagens, é possível ver que Bruno para o carro em um posto de combustível de Nova Parnamirim, na Grande Natal, e começa a discutir com a condutora de outro veículo. Ainda pelas gravações, é possível ver que, segundos antes, os carros ficaram emparelhados ao tentarem estacionar próximo à bomba de gasolina. O registro foi feito no dia 8 de fevereiro de 2017. Na ocasião, o homem vestia uma camisa laranja e dirigia um carro também de modelo Clio.
Confira vídeo: 

Confusão em posto de combustível aconteceu em fevereiro de 2017 | Vídeo: Cedido
A mulher que estava no outro automóvel relatou à Polícia Civil que, durante a confusão, Bruno fez xingamentos e ameaças a ela. A entrega das gravações à DHPP foi feita após a vítima reconhecer o motorista durante as investigações do crime ocorrido no último fim de semana. Bruno Costa é acusado de ter atropelado de propósito e matar o pedreiro Cícero dos Santos, de 56 anos.
“O interesse da DHPP nessa denúncia é porque há uma relação sobre o comportamento do acusado. Isso mostra mais um indício do comportamento dele. Mostra que ele tem essa tendência de se envolver em confusões no trânsito, perder o controle, descer do carro e proferir ameaças e até perseguir, como foi último caso”, disse o delegado Ernani Fernandes, que investiga o caso.
Outra informação – exclusiva da TV TROPICAL, mostra que o carro usado no atropelamento estava irregular, pois a documentação estava atrasada. Além disso, Bruno acumulava mais de R$ 9 mil de multas por embriaguez ao volante, dentre outras causas.
Veja matéria: 

Bruno acumulava mais de R$ 9 mil em multas | Reportagem: Exclusivo/TV Tropical
Sobre o atropelamento, Bruno contou, em depoimento à Polícia Civil, que estava indo até o condomínio, próximo ao local em que o crime aconteceu, para entregar dindins gourmet. Nesse momento, o Cícero, conduzindo uma moto, apareceu e esbarrou no veículo em que dirigia, um Clio branco. Após a batida, o homem narra que desceu do carro e, enquanto discutia com o pedreiro, falou sobre chamar a polícia. O motociclista então saiu do local logo em seguida, sem dar ouvidos à ameaça. Pelas imagens da câmera de segurança, é possível ver que o condutor do carro avança em alta velocidade para atingir a moto. Com o impacto, Cícero acabou falecendo.
Bruno foi entregue ao Sistema Prisional e ficará em prisão temporária por 30 dias até que uma decisão judicial seja expedida. 
Portal da Tropical

Nenhum comentário