Bolsonaro diz que AI-5 “ficou no passado, em outra Constituição”, e desautoriza Eduardo: “Se ele falou isso, lamento muito”


Foto: Adriano Machado / Reuters
Jair Bolsonaro desautorizou o filho Eduardo por cogitar a edição de um novo AI-5 em caso de radicalização da esquerda.
“O AI-5 já existiu no passado, em outra Constituição, não existe mais. Esquece. Vai acabar a entrevista aqui. Cobrem deles. Quem quer que seja que fale em AI5 está sonhando. Está sonhando. Está sonhando! Não quero nem que dê notícia nesse sentido aí”, disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.
Ao ser questionado se cobraria o filho por causa da declaração, o presidente afirmou que Eduardo “é independente” e lamentou.
“Cobre você dele. Ele é independente. Tem 35 anos, se não me engano. Se ele falou isso, que eu não estou sabendo, lamento. Lamento muito.”
O Antagonista

Nenhum comentário