Dia de Doar: Instituto do Bem colaborou para que mais de 320 doações de órgãos ocorressem somente em 2018



Na próxima quarta (28), será celebrado em todo o país o Dia de Doar, grande mobilização de instituições brasileiras para promover a cultura de doação no Brasil. Trata-se de um movimento que estimula as pessoas a serem mais solidárias, praticando a doação consciente em vez do assistencialismo.
Nesse contexto, o Instituto do Bem (iBEM), instituição que atua na conscientização sobre a importância da doação de órgãos e no suporte a pessoas que aguardam um transplante ou já transplantadas, divulga os números do que tem sido possível realizar graças ao envolvimento e voluntariado de empresas e pessoas. A instituição incentiva que quem quer doar, se informe sobre os caminhos que promovam a transformação social, e não assistencialismo.
“É muito importante que as pessoas que desejam se voluntariar, que desejam doar, busquem ações que estejam servindo para mudar a realidade de um determinado setor, de um grupo social, que busquem atender as pessoas além da necessidade urgente”, comenta Raquel Barbosa, presidente do Instituto do Bem.
Para se ter ideia do impacto das atividades do Instituto, através do programa Sala de Acolhimento, que promove o contato com famílias de possíveis doadores nos hospitais, o iBEM apoiou neste ano a doação de mais de 320 órgãos para pessoas com doenças crônicas. A recusa familiar pela doação de órgãos de entes querido reduziu em 17% desde a instalação da sala de acolhimento.
O iBEM registra ainda um total de mais de 10.323 atendimentos e 106.000 procedimentos realizados por meio do Projeto Pro Transplante, realizado em parceria com a Universidade Potiguar (UnP). Além disso, a instituição presta assistência a 100% das crianças do RN que precisam de um transplante renal, através do projeto Criança Ativa.

Nenhum comentário