Mais 23 mil potiguares passam a receber água de qualidade


O Governo do RN iniciou nesta terça-feira, 27, a segunda etapa do Programa Água Doce (PAD) que implantará 35 novos sistemas de dessalinização em comunidades de 27 municípios do semiárido beneficiando 23 mil pessoas. O modelo de gestão do Programa Água Doce foi apresentado pelo governador Robinson Faria, por técnicos da Secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e por técnicos do Ministério do Meio Ambiente, aos prefeitos e gestores municipais que agora estão sendo atendidos.
Nesta etapa, em fase de licitação para contratação dos serviços, será revitalizada a Unidade Produtiva de Caatinga Grande, em São José do Seridó, que utiliza água salobra para cultivo de tilápia e de plantas para alimentação de caprinos e ovinos. Duas comunidades serão beneficiadas com sistemas dessalinizadores fotovoltaicos (que utilizam energia solar) e com unidades produtivas, que reaproveitam o do rejeito do dessalinizador para a criação de peixes e de erva-sal para alimentação de caprinos.
"Diante da crise no país que afeta a economia e de sete anos de uma das secas mais severas que o estado já atravessou, o Governo está trabalhando para atender a população e melhorar as condições de produção e de vida do homem do campo", afirmou o governador Robinson Faria na solenidade realizada no final da manhã no auditório da Escola de Governo em Natal.
O Governador acrescentou que "a nossa administração é parceira da sociedade, desenvolvemos e executamos programas de dão dignidade às pessoas. Para o abastecimento da população colocamos para funcionar a adutora Alto Oeste, que atende 22 municípios, adutora de Carnaúba dos Dantas, reforçamos o programa de carros-pipa e perfuramos mais de dois mil poços", destacou Robinson Faria.
Primeira fase teve investimentos de R$ 11 milhões
A primeira etapa do PAD, com investimento de R$ 11 milhões, foi finalizada com a implantação de 68 sistemas de dessalinização em comunidades rurais de 38 municípios. Foram beneficiadas 22 mil pessoas. Um destes sistemas, localizado na comunidade de Maria da Paz, em João Câmara, é movido a energia solar, o que reduz o custo de operação.
O Programa Água Doce tem um investimento total de R$ 22.848.537,57 no Rio Grande do Norte. É realizado em uma parceria do Governo Federal, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, com os governos estaduais e municipais, e visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização de águas salobras e salinas, atendendo prioritariamente as populações de baixa renda, em comunidades do semiárido.
No RN a meta é implantação, recuperação e gestão de 103 sistemas de dessalinização beneficiando 45 mil pessoas. As comunidades são escolhidas de acordo com o Índice de Condições de Acesso à Água (ICCA), critério adotado pelo Ministério do Meio ambiente (MMA).
Este índice leva em consideração os seguintes fatores: pluviometria, intensidade de pobreza, taxa de mortalidade infantil e o índice de desenvolvimento Humano (IDH). A comunidade também deve atender requisitos como ter no mínimo 20 famílias, um poço perfurado com uma vazão em torno de 1000l/h e com salinidade da água superior a 1000mg/l de sólidos totais dissolvidos.

Nenhum comentário