Operação da Guarda Municipal resgata 76 aves silvestres na feira livre de Igapó


A Guarda Municipal do Natal (GMN) resgatou na manhã desta terça-feira (19), 76 aves silvestres que estavam sendo comercializadas na feira livre do bairro de Igapó, zona Norte da capital. A ação foi motivada por uma denúncia anônima realizada ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que acionou as viaturas de patrulhamento ostensivo do Grupamento de Ação Ambiental da GMN.
 
Na ocasião, os guardas municipais foram deslocados para a feira livre e quando chegaram ao local informado encontraram apenas as gaiolas com os pássaros presos, tendo os responsáveis se evadido da área quando perceberam a chegada das viaturas de patrulhamento da Guarda Municipal. Logo na chegada os guardas perceberam a situação de maus tratos que as aves estavam expostas, sem água e comida, sendo encontrado alguns pássaros já sem vida e acondicionados em viajantes, que são pequenas gaiolas utilizadas para o transporte das aves.
 
Várias espécies foram encontradas nos cativeiros. Entre elas, galo de campina, sibite, sanhaçu, azulão e canário da terra. “É importante ressaltar que a lei de crimes ambientais prevê detenção de seis meses a um ano e multa para quem vende ou expõe a venda, sem a devida permissão legal, aves silvestres. E havendo pássaros ameaçados de extinção a multa por pássaro encontrado em cativeiro pode chegar até a R$ 5mil”, lembrou a coordenadora do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, Francineide Maria.
 
Os guardas municipais realizaram diligências na área da feira livre na tentativa de identificar os responsáveis, porém não obtiveram êxito. Todas as gaiolas, viajantes e armadilhas utilizadas no confinamento dos pássaros foram levadas para serem destruídas. As aves passaram por uma avaliação na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e em seguida foram devolvidas ao seu habitat natural, sendo libertadas na área pertencente à Zona de Proteção Ambiental 05.

Nenhum comentário