A maioria no Senado não quer o afastamento de Aécio, porque seria aberto precedente para os senadores enrolados



As bancadas de PMDB, PSDB e PT se uniram no Senado. O roteiro da segunda denúncia que será apresentada pelo PT contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) no Conselho de Ética no Senado está escrito. 
Aliado do tucano, o presidente do colegiado, o senador João Alberto (PMDB-MA), vai arquivar o requerimento por decisão monocrática. 
O corporativismo uniu também o PT ao PSDB. A denúncia petista ao Conselho é apenas uma satisfação à sociedade. 
A maioria no Senado não quer o afastamento de Aécio, porque seria aberto precedente para os senadores enrolados.

Nenhum comentário