83% dos brasileiros são contra criança tocar homem nu em museu, mostra pesquisa


No final de setembro, uma performance artística no Museu de Arte Moderna (MAM), de São Paulo, agitou o Brasil. Uma menina foi filmada manipulando um homem nu, o coreógrafo Wagner Schwartz, que estava deitado no chão do museu, durante uma apresentação de abertura da 35ª Mostra Panorama de Arte Brasileira.
A ação estimulada pela mãe foi reprovada por 83% dos brasileiros. Para eles, a criança não deveria ter tocado no adulto naquelas condições, ainda que acompanhada dos pais.
Este número faz parte de um levantamento do Paraná Pesquisas, realizado entre 10 e 16 de outubro, com 2.365 pessoas, a pedido da Gazeta do Povo. A pesquisa aponta ainda que 9,2% dos entrevistados não veem problema na ação. Outros 7,8% das pessoas ouvidas disseram não ter acompanhado a discussão.
Entre os pesquisados, a maior taxa de rejeição sobre a participação da criança está entre os homens (85,9%). Entre as mulheres a taxa cai para 80,4%. Na divisão por faixas etárias, 86% dos entrevistados entre 35 e 44 anos consideraram a performance imprópria para menores mesmo com a participação dos pais. O índice cai para 76,9% para pessoas com mais de 60 anos.
Na divisão por regiões brasileiras, a reprovação registrou os seguintes índices: Nordeste (86,3%), Norte e Centro-Oeste (83,6%), Sudeste (81,5%) e Sul (80,8%).
Com informações: Gazeta do Povo

Nenhum comentário