ACIDENTES DE ORIGEM ELÉTRICA MATARAM DUAS PESSOAS POR DIA NO BRASIL EM 2016


Os dados da Abracopel – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da
Eletricidade confirmam que no ano de 2016, 653 pessoas perderam suas vidas em
acidentes de origem elétrica. Destas, 599 mortes foram por choque elétrico, 33 mortes
em incêndios gerados por curtos-circuitos e 24 por descargas atmosféricas (raios).
Estes e outros dados estão contidos no 1º Anuário Estatístico dos Acidentes de
Origem Elétrica lançado pela Abracopel. A publicação mostra que se as instalações
elétricas das casas dos brasileiros estão ruins – o resultado, infelizmente, não poderia
ser diferente: os acidentes.

Essa preocupação se justifica ao verificarmos que os acidentes ocorridos dentro de
residências somaram 173 mortes em 2016. Além das mortes por choque elétrico dentro
de casa, os incêndios originados por sobrecarga e/ou curtos-circuitos vêm traçando uma
ascendência alarmante: em 2013 foram 200 casos registrados que subiu para 295 em
2014. Em 2015 o salto foi assustador: 441 incêndios e em 2016, o crescimento
continuou com 448 casos de incêndios, sendo a maioria em residências. Em 2016 foram
registradas 33 mortes nestes incêndios, 30 delas em residências.

Um dado inédito divulgado no lançamento do Anuário revela os números do primeiro
quadrimestre deste ano. Em 2017, entre janeiro e abril, ocorreram 279 mortes em
acidentes de origem elétrica, sendo 247 mortes por choques elétricos, 25 mortes por
descargas atmosféricas (raios) e 07 mortes em incêndios originados em curtos-circuitos.
Das mortes ocorridas por choques elétricos, 77 ocorreram dentro de residências (casas,
apartamentos, sítios, fazendas) e 80 mortes ocorreram na rede aérea de distribuição.

NORDESTE

O Nordeste continua o campeão em mortes por acidentes de origem elétrica. Em 2016
foram 271 mortes por choque elétrico, seguido pela região Sudeste com 116, Sul com
109, Centro-Oeste com 60 e Norte com 43. Dos estados do Nordeste, a Bahia é a
campeã em mortes por choque elétrico com 67 mortes. Em 2017, nos 4 primeiros
meses, o Nordeste já computa 113 mortes, sendo 97 por choque elétrico, 02 mortes por
incêndios gerados por curtos circuitos e 14 mortes por descargas atmosféricas (raios).

O Rio Grande do Norte é um Estado que, historicamente, apresenta um número
pequeno de mortes por acidentes envolvendo eletricidade. Em 2016, dos 9 estados, ele
ficou em penúltimo lugar, só perdendo para Sergipe. Foram 14 mortes por choque
elétrico, sendo 04 em residências, 03 na rede aérea, 01 na área urbana e 01 na área
rural. Não houve apontamento de mortes por incêndios ou descargas atmosféricas.
Porém, se relacionarmos o número de mortes em relação à população, o estado sobe
para 7º lugar e se compararmos com a área, o RN fica em 5º lugar no ranking nordestino.

Já em 2017, no 1º quadrimestre, já são computadas 10 mortes no RN, sendo 06 por
choque elétrico e 04 por descarga atmosférica (raio). Mossoró sozinha totaliza metade
destas mortes, sendo 04 por raio e mais 2 por choque elétrico, depois segue uma morte
por choque em São Gonçalo do Amarante, Arraial do Balbinos, Apodi e Parnamirim. As
causas destas mortes foram toque em fio partido em ambiente interno (3 mortes),
contato com a rede aérea (2 mortes), comércio, construção civil e empresa pública.

Se traçarmos um paralelo com o 1º quadrimestre de 2016, veremos que foram 06 mortes
no total, todas por choque elétrico, sendo 04 delas em áreas rurais manuseando bombas
d’água. Ou seja, o estado já apresenta um crescimento no número de mortes de quase
70%. Se esta lógica continuar em 2017, o estado certamente terá números muito
grandes de mortes por acidentes com a eletricidade.

Um dado inédito divulgado no lançamento do Anuário revela os números do primeiro
quadrimestre deste ano. Em 2017, entre janeiro e abril, ocorreram 279 mortes em
acidentes de origem elétrica, sendo 247 mortes por choques elétricos, 25 mortes por
descargas atmosféricas (raios) e 07 mortes em incêndios originados em curtos-circuitos.

Das mortes ocorridas por choques elétricos, 77 ocorreram dentro de residências (casas,
apartamentos, sítios, fazendas) e 80 mortes ocorreram na rede aérea de distribuição.
E é para tentar mudar essa triste realidade que a Abracopel desenvolve diversas ações
de conscientização e capacitação para a população leiga e também para os
profissionais. Três destas ações técnicas vão acontecer no Rio Grade do Norte nos
dias 11, 13 e 14 de setembro. No dia 11, em João Câmara teremos o Seminário de
Gerenciamento de Risco Elétrico em Parques Eólicos. No dia 13/09 o Encontro de
Profissionais Eletricistas e no dia 14/09 o Seminário de Gerenciamento do Risco
Elétrico, este último focado no profissional de segurança do trabalho. São 3
eventos totalmente gratuitos (apenas é solicitada a doação de um quilo de alimento
ou uma lata de leite em pó que serão doados a entidades carentes locais) que vão trazer
muitas informações das empresas de maior credibilidade no Brasil e no mundo com
apresentação de novas tecnologias e equipamentos, além de palestras sobre
normalização e vários outros conceitos necessários para os profissionais que querem
se diferenciar no mercado.

“Estas ações são fundamentais para trazer informação de qualidade para os
profissionais e, principalmente no Nordeste, região que tem mantido um crescimento
muito grande e onde os profissionais precisam cada vez mais se qualificar, estes
eventos trazem um diferencial com informação, capacitação e troca de conhecimento.
Além disso, os eventos oferecem certificado de participação para que os
profissionais possam comprovar a qualificação recebida. Imperdível!” garante
o diretor executivo da Abracopel, engenheiro Edson Martinho.

SERVIÇO:
SEMINÁRIO GERENCIAMENTO DE RISCO ELÉTRICO EM PARQUES EÓLICOS
Dia 11/09/2017 das 8h30 às 18h00
LOCAL: IFRN – CAMPUS João Câmara
ENDEREÇO: BR406 – km 73 – n.o 3500
ENCONTRO DE PROFISSIONAIS ELETRICISTAS DO RIO GRANDE DO NORTE
Dia 13/09/2017 das 8h30 às 18h
SEMINÁRIO GERENCIAMENTO DE RISCO ELÉTRICO
Dia 14/09/2017 das 8h30 às 18h00
IFRN – CAMPUS Natal
Avenida Senador Salgado Filho, 1559
INSCRIÇÃO:
Whatsapp: 11-94114-9559
E-mail: secretaria@abracopel.org.br

Nenhum comentário