GOIAMUM AUDIOVISUAL REVISITA TRAJETÓRIA NA 10ª EDIÇÃO


 Festival apresenta mostras, palestras e debates, abre retrospectivas, diálogos com o atual cenário, e aborda o cinema como meio de educação e política. Dentre as mostras, 'Dilemas do Presente', única competitiva, está com inscrições abertas

 

O Goiamum Audiovisual completa agora 14 anos de sua ativação. Foi em 2007, quando cineastas independentes e entidades ligadas ao audiovisual potiguar saíram de suas tocas para mostrar que o cinema potiguar tinha berço e seus filmes careciam de mais visibilidade. O desafio uniu Ong ZooN, Cine Clube Natal, ABD-RN, ITEC – Instituto Técnico de Ensino e Cultura, representantes dos realizadores independentes, Geraldo Cavalcante e Buca Dantas e a jornalista Cinthia Lopes, à época integrando na articulação junto a Funcarte. De lá para cá, os filhos do goiamum se multiplicaram a partir do festival pioneiro: Foram dezenas de ações formativas, mostras inéditas como Bollywood na praça Augusto Severo; debates, conteúdos de memória, diálogos com instituições nacionais e internacionais e incentivo a novas produções.

 

Na 10ª edição do festival, um dos principais programas será uma homenagem ao cinema potiguar a partir da própria trajetória do Goiamum. O 10º Festival Goiamum Audiovisual vai acontecer de 16 a 20 de agosto, no formato virtual, com programação de mostras exibidas pela plataforma Embaúba Filmes https://embaubafilmes.com.br/ . Além de encontros, debates e oficinas.

 

Realizado pela Casa de Produção por meio da diretora Keila Sena, o festival se refaz em tempos de crise para lembrar a importância de diretores, um deles levado pela pandemia. Será a homenagem ao diretor independente Geraldo Cavalcanti, criador do movimento “Nós na Tela (Coração no Mundo)”, calcado em um cinema feito pelas próprias comunidades.

 

Na décima edição, o Festival está dividido em três programas: “Cinema é Potiguar”, “Cinema é Educação” e “Cinema é Política”. Entre as atividades que compõem o Programa Cinema é Potiguar está a mostra “Curta Goiamum Especial”, com filmes potiguares premiados na Mostra Competitiva Curta Goiamum ao longo das seis edições anteriores; a mostra “Panorama Potiguar”, trazendo filmes convidados e premiados realizados entre julho de 2018 a julho de  2021. E a mostra "Dilemas do Presente: um olhar sobre a pandemia" com filmes realizados no período da pandemia do covid-19 e trazem o olhar sobre o período de forte impacto em todo o mundo. 

 

“ Dilemas do Presente:  Um olhar sobre a pandemia” é a única mostra competitiva com chamada pública. As inscrições estão abertas de 1º a 25 de julho. Podem ser inscritos filmes realizados e finalizados a partir de março de 2020 no Rio Grande do Norte, período relativo à pandemia do Covid-19 (Sars-Cov-2), ou por realizadores potiguares sediados em outras localidades, ou ainda, por realizadores brasileiros radicados no estado do RN há pelo menos 02 anos, e que dialogue direta ou indiretamente com a temática da pandemia do covid-19 e seus desdobramentos.

 

Serão aceitas obras em qualquer gênero cinematográfico, dos quais elencamos documentário, ficção, animação, videoarte, experimental e filme de montagem, exceto  videoclipes e obras publicitárias; 

 

Segundo a diretora Keila Sena, a mostra “Dilemas do Presente” é a única com caráter competitivo, cujo objetivo é reunir um acervo histórico de conteúdo audiovisual potiguar, do momento em que vivemos. “É uma contribuição do festival para a memória do audiovisual potiguar”, ressaltou. Além das mostras, o Programa conta ainda com o debate  “Cinema Potiguar ontem e hoje”, e o painel "O Mercado audiovisual Potiguar na Pós-Pandemia -  Imaginação e Perspectivas”,  perspectivas no plural respectivamente.

 

EDUCAÇÃO

O Programa “Cinema É Educação”, por sua vez, contará com a exibição da “Mostra América Latina - Um Olhar para a América Latina e suas Culturas”, além da oficina “Cinema e Educação - Movimentos sociais, um olhar para a América Latina em seus processos e suas imagens” direcionadas para educadores. A coordenação fica por conta de Caroline Pavez Torrealba, do Chile, produtora audiovisual do Festival de Cinema do Polo Sul da América Latina e especialista em cinema latino americano

 

POLÍTICA

O programa “Cinema É Política”, o Goiamum pretende traçar os cenários futuros do cinema, refletindo sobre a política de autoritarismo vigente. A mostra está sob a coordenação de Thiago Mendonça (SP), diretor dos filmes “Jovens infelizes ou o homem não é um urso que dança”, “Procura-se Irenice”  e “A guerra dos gibis”. Os convidados são Adirley Queirós, Andrea Tonacci, Eryk Rocha e Thiago B. Mendonça, cujos filmes serão exibidos na mostra. 

 

REFLEXÕES

O Cinema contra o autoritarismo - ontem e hoje” é o tema do debate que aborda como, do presente ao passado, o cinema criou formas originais de reflexão sobre a ditadura no Brasil e esteve presente nos movimentos de contestação nos períodos autoritários. O debate junta quatro realizadores contemporâneos que possuem suas produções ligadas direta ou indiretamente ligadas com o cinema de contestação realizado nos anos 1960 e 1970, pensando o lugar do cinema na reflexão do passado e do presente.

 

O Goiamum Audiovisual conta com patrocínios da Lei Aldir Blanc, Fundação José Augusto, Governo do estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial de Cultura,  Ministério do Turismo e Governo Federal, conta com a parceria da Embaúba Play, apoio do Hotel Pipa Atlântico, Maracajaú Diver, Pajé Culinária, Albergue da Jangada, Gostoso Kite Surf  e realização da Casa de Produção. 

 

NÚMEROS

O Festival Goiamum Audiovisual é resultado da articulação de diferentes atores locais desde a sua criação, e tem contribuído significativamente com o desenvolvimento da cadeia produtiva do audiovisual local, tornando-se o principal festival de cinema de Natal e um dos mais importantes do estado do RN. A importância do Goiamum pode ser verificada em seus números. A programação, com ênfase no tripé fomento, formação e difusão, formato que imprime a principal característica do festival, que é a de propor ações integradas, já realizou e facilitou a realização, em nove edições, de 48 oficinas, 40 encontros e palestras, a exibição de mais de 1.000 filmes em cerca de 60 mostras, dentre as quais competitivas e não-competitivas. “O Goiamum Audiovisual sempre entendeu que a formação de plateia anda lado-a-lado com a profissionalização da produção autoral e o fomento à realização, nesse sentido o festival sempre caminhou”, diz a diretora. 


SERVIÇO

Festival Goiamum Audiovisual - 10ª edição

16 a 20 de agosto, no formato virtual, com programação de mostras exibidas pela plataforma Embaúba Filmes https://embaubafilmes.com.br/

Inscrições para a mostra Dilemas do Presente : 1º a 25 de julho

Link para inscrições AQUI


Nenhum comentário