Conselho de Ética aprova cassação de deputada acusada de matar marido

 


O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 7, a cassação do mandato da deputada federal Flordelis (PSD-RJ). Ela é acusada de ser mandante do assassinato do esposo Anderson do Carmo.

O placar foi de 16 a 1. Apenas o deputado Márcio Labre (PSL-RJ) votou para preservar o mandato da colega. O caso ainda vai passar pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) e, por último, pelo plenário, onde será necessária maioria absoluta, ou seja, 257 votos de 513.

Flordelis ainda pode recorrer à CCJ. Ela é acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e ré na Justiça por ter sido mandante do assassinato do pastor e marido Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Nenhum comentário