Governo abre novos leitos e qualifica rede de saúde mental do RN

 


A rede de saúde mental do Rio Grande do Norte receberá um investimento inédito de qualificação e abertura de leitos. Até o início de 2022, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), vai abrir 171 leitos de saúde mental em hospitais regionais, sendo 48 deles exclusivamente com recursos próprios.

A instalação dos leitos será acompanhada por um trabalho completo de qualificação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do RN, com o apoio de 23 profissionais que serão contratados através de uma cooperação entre Sesap e Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern) que representa um investimento de R$ 1,49 milhão até o primeiro trimestre de 2023.

O plano de modernização da rede de saúde mental do RN é o primeiro desde que a política de atenção psicossocial foi incorporada ao SUS, há 20 anos. A ação foi detalhada nesta terça-feira (25), em solenidade no auditório da Governadoria.

"O que estamos fazendo hoje é fortalecer a luta antimanicomial, qualificando os nossos profissionais e toda a rede de assistência. Em última instância isso é cidadania e dignidade para o potiguar. As pessoas portadoras de doença mental têm o direito de serem tratadas com respeito", afirmou a governadora Fátima Bezerra durante a apresentação do plano.

A proposta central, além da expansão da rede, é restituir a função dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) como elemento organizador e articulador da RAPS. Ao todo, o RN conta com 47 CAPS em funcionamento.

"A política de saúde mental incorporada pelo SUS é uma das mais importantes. O trabalho começa na atenção primária, envolvendo a comunidade. Vamos repensar o olhar profissional, discutir a formação e reativar uma rede qualificada", explicou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

Para o diretor-presidente da Fapern Gilton Sampaio, a parceria entre os órgãos mostra o compromisso do Governo no desenvolvimento de políticas públicas. "É honroso para a Fapern participar dessa ação, que é o terceiro acordo firmado com a Sesap. Teremos mais profissionais qualificados, com um planejamento bem traçado e metas a serem cumpridas, agindo em prol da união entre ciência e gestão pública", disse. A previsão é de que o edital de seleção seja publicado na primeira semana de junho.

Leitos

A ampliação dos leitos de saúde mental nos hospitais regionais do Estado segue a estratégia de apoio ao paciente, no sentido contrário à antiga política de isolamento. Hoje, a Sesap já conta com 16 leitos de saúde mental em funcionamento em Pau dos Ferros, Natal e Currais Novos. O plano estima que a ampliação levará a rede para mais dez hospitais distribuídos na capital, em Mossoró, João Câmara, Caicó, São Paulo do Potengi e São José do Mipibu.

"Essa proposta é dialogada há bastante tempo, mostrando o comprometimento da gestão com a modernização da atenção psicossocial. É um projeto ousado, que materializa sonhos de quem defende o cuidado humanizado", complementou a secretária-adjunta de saúde pública, Maura Sobreira.

O projeto conta com parceria estreita com as universidades federais do RN (UFRN) e Rural do Semi-Árido (Ufersa) e do Estado do RN (UERN), além dos conselhos estaduais de Saúde (CES-RN) e de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-RN). A solenidade também contou com a presença do vice-governador Antenor Roberto, a secretária-adjunta do Gabinete Civil Socorro Batista, a equipe técnica e de gestores da Sesap.

Nenhum comentário