MPF pede à Justiça que restrinja a circulação de pessoas na semana santa

 


O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça Federal que a circulação de pessoas na semana santa seja restrita. A CNN teve acesso ao documento através do âncora de Brasília, Kenzô Machida.

Neste pedido, o MPF relaciona o número de casos e mortes registrados no mês de março e alerta para o perigo do descontrole de brasileiros pelo país ao longo do feriado que começa no dia 1º de abril e segue até o dia 4.

No documento, os procuradores enfatizam algumas orientações divulgadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e afirmam que o Governo Federal está sendo omisso na adoção de medidas mais restritivas.

Segundo os procuradores, o pedido da MPF, que prevê a limitação de pessoas pelas rodovias, vias aéreas e ferroviarias, já teria sido apresentado ao Ministério da Saúde quando Eduardo Pazuello liderava à pasta, mas não obtiveram resposta.

Os procuradores afirmam que tiveram um retorno apenas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que informou ter intensificado as medidas de orientação a quem está circulando em portos e aeroportos. 

De acordo com o MPF, o pedido também já foi entregue ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, mas nenhum retorno foi feito por parte de sua equipe. Por esta razão, o MPF decidiu, agora, levar o mesmo pedido à Justiça Federal de Brasília. 

O juiz plantonista que recebeu o caso preferiu não tomar nenhuma atitude por entender que o pedido carrega uma magnitude e alcance muito grande. Desta forma, o pedido foi encaminhado para o Juiz Titular da 3ª Vara Federal de Brasília.

CNN procurou o magistrado, que afirmou ainda estar analisando a questão. A previsão é que até a segunda-feira (29) possa ser divulgada sua decisão.

CNN BRASIL

Nenhum comentário