Câmara de Extremoz aprova em 1º turno projeto de lei de Rafael Correia que que considera atividades religiosas essenciais

A Câmara Municipal de Extremoz aprovou por unanimidade em primeiro turno, na sessão realizada nesta quinta-feira (25), projeto de lei de autoria do vereador Rafael Correia (PP) que estabelece igrejas, templos de qualquer culto religioso e as comunidades missionárias como atividade essencial em períodos de calamidade pública em todo o município.

Poderá ser realizada a limitação do número de pessoas presentes em tais locais, de acordo com a gravidade da situação e desde que por decisão devidamente fundamentada da autoridade competente, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial em tais locais.

Durante as discussões os vereadores Kilter Hamistrong, Ricardo Caridade, Alison Kleyton, Professor Anderson Barbosa que presidiu a sessão e a vereadora Michele Gois, parabenizaram o vereador autor do projeto pela iniciativa, inclusive alguns pediram para subscrever o Projeto de Lei.

“Diante das diversas manifestações e desejos de Padres, Pastores e fiéis pedindo que as igrejas possam ficar abertas neste momento, resolvi fazer esse projeto de lei. Vale lembrar que neste período, a fé exerce papel importante para equilíbrio psicoemocional da população. Os templos ainda têm um papel de confortar e dar esperança aos fiéis, além de dar um aconselhamento individual, oração, doação de alimentos, cultos, missas e outras atividades que contribuem com o fortalecimento da fé e equilíbrio emocional das pessoas”, disse o vereador Rafael Correia.

As igrejas estão seguindo as recomendações com bastante rigor e bastante zelo, diminuiu praticamente 50% dos bancos, com distanciamento entre as pessoas, uso de álcool gel, sanitização e medição de temperatura na porta da igreja.

Nenhum comentário