Professores entram em greve após Justiça liberar volta às aulas em São Paulo

 aula alunos coronavirus mascara escola Reproducao TV Globo Professores entram em greve após Justiça liberar volta às aulas em São Paulo

O sindicato dos professores da rede estadual de São Paulo aprovou nesta sexta-feira, 5, greve contra a volta das aulas presenciais, após decisão da Justiça. A paralisação está marcada para a partir de segunda, 8, data marcada para a reabertura das escolas estaduais. Segundo a Apeoesp, as unidades não têm condições sanitárias de receber os estudantes e há casos de funcionários e professores contaminados pelo coronavírus após reuniões de planejamento.

“Não há condições para um retorno seguro. As escolas não apresentam a mínima infraestrutura. Recebemos a todo momento fotos e vídeos de professores mostrando banheiros quebrados, lixo acumulado, goteiras, álcool em gel vencido. E tudo isso já está causando consequências graves”, afirma a presidente da Apeoesp e deputada estadual, Maria Izabel Azevedo Noronha (PT), conhecida como professora Bebel.

“A Apeoesp fez um levantamento em que constatou até agora 147 casos de covid em escolas. Todas tiveram algum tipo de atividade presencial. Imagine o que vai acontecer quando milhões de estudantes voltarem para as aulas presenciais no Estado”, concluiu.

Diário do Poder

Nenhum comentário