Guarda e PM combatem aglomerações no Paço da Pátria e em Mãe Luiza

 


As ações de fiscalização realizadas pela Prefeitura e Governo do Estado para inibir aglomerações na capital chegaram nas áreas dos bairros do Paço da Pátria e Mãe Luiza, onde guardas municipais e policiais militares atenderam denúncias de desrespeito às medidas sanitárias de prevenção à Covid-19. Nas duas ocasiões, houveram apreensão de paredões de som.

No bairro de Mãe Luiza chegou a haver troca de tiros numa ação da PM e GMN, porém ninguém ficou ferido. Um paredão de som foi apreendido e, de acordo com informações de populares, o equipamento iria ser utilizado numa festa que estava programada para acontecer algumas horas depois. “Nessa ocorrência a Guarda apoiou uma incursão da Polícia Militar. As denúncias estão sendo atendidas. Nossa missão é fazer valer a legislação e preservar vidas”, comentou o comandante da GMN, Alberfran Grilo.

Já no Paço da Pátria, a Guarda e Polícia Militar entraram na comunidade duas vezes, e uma delas identificaram a denúncia de um bloco carnavalesco que estava aglomerando pessoas nas ruas. Foi flagrado uso de dois paredões de som que foram apreendidos pelas equipes de fiscalização. Nessa ação, as guarnições foram aplaudidas pela população. “Fomos aplaudidos na chegada e na saída pelas pessoas que concordam com o trabalho de prevenção”, contou um dos guardas.

As medidas preventivas também foram empregadas em outras áreas da cidade. Nos bairros de Cidade Nova, Nova Descoberta e Santos Reis computaram ocorrências de aglomerações que foram diluídas pelas equipes e registrado a apreensão de paredões de som nessas três áreas da capital.

As fiscalizações seguem hoje durante todo o dia e noite. Qualquer ocorrência visualizada pela população pode ser informada diretamente ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) pelo número 190. A operação integrada conta com a participação de efetivo das secretarias de Segurança Pública (Semdes), Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Serviços Urbanos (Semsur), Mobilidade Urbana (STTU), Saúde (SMS), Urbana e Procon Municipal.

Nenhum comentário