Força Tarefa interdita bares e acaba com guerra de ovo em Natal

 


A força tarefa entre Prefeitura e Governo do Estado foi encerrada na noite dessa quarta-feira de cinzas (17) com apenas um registro de aglomeração nas ruas e a interdição de quatro bares pelo descumprimento decreto municipal 12.135/2020, que determina as normas de combate ao coronavírus. Em breve, a Prefeitura deve divulgar um balanço da operação que foi iniciada na sexta-feira (12) e contou com participação de diversas secretarias municipais com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

As interdições dos estabelecimentos por não cumprir as regras do decreto municipal aconteceram na Praia da Redinha, que teve um bar fechado pelos agentes, em Ponta Negra, na Avenida Roberto Freire, com dois estabelecimentos interditados e no Parque dos Coqueiros. Além disso, outro estabelecimento no Parque dos Coqueiros foi autuado por uso de espaço público. Ao todo, seis estabelecimentos foram vistoriados na Zona Norte e cinco na zona Sul onde também foi feito um trabalho de orientação sobre a disposição de mesas e cadeiras.

“Em vários locais que chegávamos a população agradecia a força tarefa, inclusive com palmas. Num momento como esse de pandemia fizemos um trabalho importante de prevenção e também ostensivo nas ruas”comenta o supervisor de plantão da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Iang Chaves

Os agentes percorreram os principais pontos onde já havia registro de aglomeração nos outros dias e atenderam mais denúncias da população feitas via 190. “O deck de Ponta Negra estava sem aglomerações nessa quarta de cinzas. Mas foi registrado um incidente de guerra de ovos na Rua Nilo Peçanha, em Petrópolis, onde cerca de 100 jovens foram dispersados pela força policial. Além de um motorista alcoolizado que avançou sobre a viatura da PM e de um agente da STTU e foi levado para a delegacia de plantão”, acrescenta Chaves

A operação integrada entre a Semurb com o apoio dos efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar atendeu as ocorrências denunciadas pela população informadas diretamente ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) pelo número 190. E contou também com a participação das secretarias de Mobilidade Urbana (STTU) e Defesa Social (Semdes).

Fonte: Portal Grande Ponto

Nenhum comentário