Alameda Maranguape é alvo de furto de cabos de iluminação


A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) registrou durante o carnaval mais um furto de cabos de iluminação pública. Desta vez, o alvo dos criminosos foi a Alameda da Avenida Maranguape, na zona Norte da capital, de onde foram furtados cerca de 1 km de cabeamento. O Setor de Iluminação Pública da Semsur registrou Boletim de Ocorrência na 2ª Delegacia de Polícia.
 
A ação desta semana é a primeira do ano, porém não incomum. O furto de fiação é um problema recorrente, com registros contínuos na área de iluminação pública da cidade. Os trechos mais visados são as alamedas de grandes avenidas e praças.
 
Antes da ação criminosa deste carnaval, o caso mais recente de roubo de cabeamento foi registrado em dezembro de 2020. Somente naquele mês foram furtados cerca de 4 mil metros de cabos das alamedas da Av. Maranguape e do Espaço de Lazer Marinho Chagas.
O roubo de cabeamento causa, além da insegurança decorrente da falta de iluminação, prejuízo à população – já que o valor investido na reposição do material furtado poderia ser investido em outra área com necessidade de melhoria na iluminação.
 
O material e equipamentos mais visados pelos criminosos são os cabos de cobre e alumínio, luminárias e refletores. Uma das preocupações da Semsur é com relação às novas luminárias que a Prefeitura está substituindo por LED, pois tem mais valor de mercado do que as comuns. O mercado negro é considerado o grande comprador dos equipamentos roubados, tanto luminárias como o fio de cobre - que é reciclado e reutilizado em diferentes setores.
 
Adoção de medidas e denúncias
O Secretário de Serviços Urbanos (Semsur) da Prefeitura de Natal, Irapoã Nóbrega, apela à população de Natal para colaborar com a solução deste problema, fornecendo informações que possam auxiliar nas investigações. “É necessário uma postura de vigilância. Quando um cidadão se depara com uma ação suspeita, ele deve denunciar à Guarda Municipal ou à Polícia Militar. Todos nós precisamos combater essas ações criminosas. A prefeitura vem fazendo a parte dela, mas precisamos contar também com o apoio da população”, afirmou.

Nenhum comentário