Turismo potiguar terá R$ 12 milhões para ampliar divulgação do destino

Emprotur, Bruno Reis, iniciou uma série de visitas técnicas às cidades que compõe o mapa turístico do Rio Grande do Norte. Foto: Giovanni Sérgio

Doze milhões de reais a ser usado em um ano. Nunca a promoção do turismo potiguar viu tanto dinheiro para divulgação do destino RN desde que a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) foi criada, em janeiro de 2007. 

E, ainda por cima, num ano de crise sanitária, que prevê medidas de distanciamento social até o final de ano, na melhor das hipóteses, apesar da vacina. Por enquanto, a Emprotur tem em mãos R$ 1,2 milhão de emendas parlamentares, mais a garantia de que o governo estadual de investir maciçamente no turismo regional, num ano que promete ser duríssimo para a economia. 

Na semana passada, o presidente da Emprotur, Bruno Reis, iniciou uma série de visitas técnicas às cidades que compõe o mapa turístico do RN, começando pelos que integram o Geoparque Aspirante Seridó. Na última sexta-feira, 15, acompanhado de uma equipe enxuta, ele fechou a programação com reunião de apresentação do planejamento da Emprotur para 2021 na cidade de Currais Novos, que aconteceu na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Estavam lá os prefeitos de Cerro-Corá, Lagoa Nova, Currais Novos, Acari, Parelhas e Carnaúba dos Dantas, e seus respectivos secretários de turismo. 

Explica Bruno que a lógica dessa ação se baseia no movimento do turismo para dentro dos limites das fronteiras nacionais com a frota área literalmente no chão para viagens internacionais. “Diante desse contexto, resolvemos compartilhar o planejamento da Emprotur para que os municípios também se apropriem de uma de seus potenciais e possam incrementar seus equipamentos turísticos”, resume Bruno Reis. 

Sua equipe percorreu na semana passada várias localidades como Geossítio Xiquexique, Comunidade Barra em Parelhas e Geossítio Açude Gargalheiras e também visitou o município de Santa Cruz, na região Trairí, reunindo-se com a gestão municipal e o Padre Vicentinho, pároco e curador do Complexo Cultural Santá. 

A governadora Fátima Bezerra anunciou a liberação dos R$ 12 milhões no dia 30 de novembro último durante a abertura do 11º Fórum de Turismo do RN. Se isso se confirmar, será um investimento sem precedentes na história da administração pública estadual no RN. A reclamação recorrente do “trade” turístico tem sido a falta de investimentos na promoção turística. Mas depois de um ano de pandemia provocado pela pandemia do novo coronavírus, todas as atenções se voltaram para o turismo regional como forma de reduzir o drama de um setor que concentra mais de 55 segmentos em sua cadeia produtiva.

Nenhum comentário