Fábio Faria rebate jornalista que propôs suicídio a Bolsonaro: “criminoso”


O ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, Fábio Faria, chamou de “tweet criminoso e canalha” o que escreveu o jornalista Ricardo Noblat no Twitter, ao dizer que o presidente Jair Bolsonaro deveria “imitar” Donald Trump, caso o americano opte pelo suicídio. 

A frase foi reproduzida de um artigo escrito por outro jornalista, Ruy Castro, e publicado na Folha de S. Paulo neste domingo 10. No texto, o jornalista defende que a saída para Trump é “matar-se” e que Bolsonaro deve fazer o mesmo. Noblat, então, escreveu que “para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais”. 

Fábio Faria repercutiu o tweet da VEJA, em que a revista repudia com veemência a opinião do jornalista Ricardo Noblat. 

“Nota de REPÚDIO sensata da revista Veja sobre esse tweet CRIMINOSO E CANALHA, que atenta contra o país, afetando a segurança nacional. Isso deve ser repudiado não só pela Veja, mas também por todos os brasileiros. São pessoas que fomentam a guerra e o CAOS”, escreveu o ministro na rede social. Em seguida, Fábio escreveu: “incitação ao suicídio é crime. Incitação ao suicídio é discurso de ódio”.

AGORA RN

Nenhum comentário