Escola pública é invadida três dias consecutivos e tem fios elétricos, aparelhos de ar-condicionado e computadores roubados em Natal

O ano de 2021 não começou tranquilo para a equipe da Escola Estadual Professora Judith Bezerra de Melo, no bairro Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste de Natal. A escola foi invadida, depredada e teve equipamentos roubados três dias consecutivos, com arrombamentos nos dias 1º, 2 e 3 de dezembro, segundo o diretor da instituição, Manoel Cristino.
Na sexta-feira (1º), parte da fiação elétrica do prédio foi furtada. Na noite do sábado (2), foram levados três aparelhos de ar-condicionado de duas salas arrombadas pelos criminosos. Na noite seguinte, equipamentos de informática foram os alvos dos invasores.
Nesta terça-feira (05), as marcas da destruição continuavam na instituição. Alguns equipamentos que não foram levados, acabaram destruídos pelos depredadores. Entre eles, um aparelho de ar-condicionado e até o caldeirão usado na cozinha, de onde os botijões de gás também foram levados.
A escola tem câmera de segurança, mas a direção aguarda o restabelecimento da energia elétrica para saber se as ações foram registradas. O diretor acredita que cerca de 90% da instalação elétrica foi retirada do prédio.
"Vim no sábado aqui e presenciei os sinais da invasão. Voltei no domingo e percebi nova entrada deles. Na segunda, tive a mesma percepção em relação à noite anterior", disse o diretor, professor Manoel Cristino.
Nas dependências da escola, que atende cerca de 460 alunos, um ginásio foi construído e ficou pronto em 2020, mas sequer foi inaugurado, por causa da pandemia da Covid-19. O espaço também foi alvo da ação criminosa do fim de semana.
"É complicado porque é um local de educação. Aí a gente ver uma situação dessa onde dezenas de alunos estudam aqui e fica complicado pra retornar às aulas", diz ainda o diretor.
Dois boletins de ocorrência foram registrados na Polícia Civil. O diretor também comunicou o caso à Secretaria Estadual de Educação, que colocou segurança armada no local durante a noite.
"Viabilizamos junto ao secretário a questão de segurança armada e já estamos vendo a vigilância durante o dia também", concluiu o diretor.

Nenhum comentário