Ano Novo na pandemia tem de aglomerações a cidades vazias; veja fotos

 


Mesmo com a pandemia, multidões se aglomeraram em diversas cidades do Brasil e do mundo durante a virada de 2020 para 2021.

Em algumas cidades, como nas capitais do Rio de Janeiro e de São Paulo, as medidas restritivas conseguiram barrar as comemorações em pontos tradicionais como a praia de Copacabana e a avenida Paulista. Mas praias de Cabo Frio (RJ) e do Balneário Camboriú (SC) ficaram lotadas. A situação não foi diferente em outros países.

Veja imagens do momento da virada no Brasil e no exterior:

SÃO PAULO

Em anos sem pandemia, a avenida Paulista é ocupada por cerca de 1 milhão de pessoas que vão ao local para presenciar shows da virada com fogos de artifício e bandas famosas.

Neste ano, a festa foi cancelada em julho de 2020 pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) para evitar aglomerações e propagação da covid-19. A medida deixou a principal avenida da capital vazia para a circulação de carros.

A avenida Paulista às 23h de 31 de dezembro de 2020Reprodução/Twitter/@DougDorighello

RIO DE JANEIRO

A capital fluminense cancelou em 15 de dezembro a tradicional festa de Réveillon na praia de Copacabana. Foram decretadas medidas, como a proibição de queima de fogos e de aparelhos de som, para desestimular aglomerações na orla carioca. Isso fez que comemorações na principal praia do Rio, que geralmente fica lotada, fossem menores. Ainda assim, algumas pessoas passaram a virada no local.

Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, teve movimentação menor do que em outros anosAna Castro/Arquivo Pessoal – 1º.jan.2021

Em Cabo Frio as multidões tomaram conta da orla da cidade. A praia ficou lotada durante o momento da virada.

Multidão se aglomera em praia na cidade fluminense de Cabo FrioReprodução/Twitter/@isadoraqntnlh – 1º.jan.2021

AMAZONAS

Festas e eventos de Ano Novo foram proibidos no Estado pelo governador Wilson Lima (PSC) em 28 de dezembro. Em Manaus, o principal ponto para comemorar a virada, a praia da Ponta Negra, ficou vazia. A cidade, no entanto, teve queima de fogos e show on-line do Capital Inicial.

Fogos de artifícios foram lançados durante a virada de ano em Manaus | Reprodução/Rede Amazônica Manaus – 1º.jan.2021

SANTA CATARINA

Em Florianópolis a festa que reúne de 80.000 a 90.000 pessoas para passar a virada foi cancelada pela Prefeitura da capital. Isso não impediu que algumas pessoas fossem às praias.

A orla da capital catarinense no momento da viradaDivulgação/SSP-SC – 31.dez.2020

Em Balneário Camboriú a orla ficou lotada, mesmo com as restrições da Prefeitura. Foram proibidos fogos de artifícios, narguilé, equipamentos sonoros, tendas e guarda-sóis a partir das 18h de 31 de dezembro.

Praia em Balneário Camboriú (SC) lotada na passagem de ano | Reprodução/Twitter/@isadoraqntnlh – 1º.jan.2021

CHINA

Em Wuhan, cidade na qual surgiu a covid-19, multidões participaram de festas de virada do ano. O local, no entanto, já conseguiu controlar a pandemia e começou a vacinação. Aglomerações em outros pontos do país também foram registradas.

Jovens sem máscara na contagem regressiva da virada de 2020 para 2021 em XangaiChen Fei/Xinhua – 31.dez.2020

Evento de Réveillon na cidade chinesa de SanyaZhao Yingquan/Xinhua – 1º.jan.2021

FRANÇA

Paris teve fortes medidas restritivas. A polícia cercou a região da avenida Champs-Élysées, que ficou vazia. Contudo, houve queima de fogos na Torre Eiffel.

Nenhum comentário