Setembro Dourado: Impacto da campanha é tema de audiência proposta por Hermano


Crédito da Foto: Eduardo Maia

Por iniciativa do deputado Hermano Morais (PSB) a Assembleia Legislativa realiza nesta terça-feira (29) uma audiência pública para avaliar o Setembro Dourado: o impacto da campanha 2020 e as ações realizadas. A audiência está dentro das ações da Frente Parlamentar Estadual em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e devido à pandemia e aos cuidados de isolamento social, o evento não será aberto e terá a transmissão ao vivo pela TV Assembleia (canal 10.3 aberto) e Youtube da TV Assembleia.
 
“A realidade das cidades do interior do Rio Grande do Norte e de alguns municípios da Região Metropolitana é de falta de estrutura para diagnósticos precoces, o que prejudica os tratamentos. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), no nosso Estado surgem cerca de 180 casos de câncer infantojuvenil por ano”, preocupa-se o deputado. 
 
Estão confirmadas as presenças de representantes da Liga Contra o Câncer, Grupo de Apoio à Criança com Câncer do Rio Grande do Norte (GACC), Hospital Infantil Varela Santiago, Casa Durval Paiva e Secretarias de Educação e Saúde Municipal.
 
O deputado informa que mesmo em tempos de pandemia, as 47 instituições envolvidas na luta contra o câncer infantojuvenil integrantes da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC, seguem com ações virtuais, com a finalidade de aproximar a sociedade da luta contra o câncer infantojuvenil, alertando quanto aos sinais da doença e para a importância do diagnóstico precoce.
 
De acordo com publicação da Revista Científica Lancet Oncology, em 18 maio de 2020, que entrevistou 453 especialistas de 20 países na América Latina, para avaliar o impacto da Pandemia no tratamento de crianças e adolescentes com câncer. Foram informados cancelamentos de consultas (89%), cirurgias oncológicas (45%), sessões de radioterapia (33%) e transplantes de medula-óssea (73%).
 
Sobre o Setembro Dourado
 
Segundo dados do INCA, o câncer infantil representa a primeira causa de morte em crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Em 2018, houve aproximadamente 12.500 casos no País.
 
Pensando nisso, foi criado o Setembro Dourado, um movimento nacional que tem como objetivo conscientizar a população, principalmente pais e profissionais de saúde, sobre o câncer infantojuvenil.
 
A ideia é ampliar o debate sobre o assunto e chamar a atenção para a importância do diagnóstico precoce da doença, que aumenta as chances de cura em até 70%. Além disso, quando diagnosticada em fase inicial, é possível um tratamento menos agressivo, preservando a qualidade de vida dos pacientes.

Nenhum comentário