Justiça condena José de Abreu a pagar R$ 50 mil a Bia Doria

 


A Justiça de São Paulo condenou o ator José de Abreu a indenizar Bia Doria em R$ 50 mil por danos morais. Segundo a decisão, o ator comparou a primeira-dama a uma vaca.

Num tweet de 2016, José de Abreu disse: “STF proíbe vaquejada mas permite que a Bia Doria dê entrevista? é um crime contra os animais…”

Para o juiz Douglas Iecco Ravacci, da 33ª Vara Cível de São Paulo, o comentário foi ofensivo.

“Não foi uma crítica, nem uma piada ruim. O réu apenas se utilizou da decisão do STF para ofendê-la chamando-a de ‘vaca’, valendo-se de uma construção de frases sem a mínima coerência”, escreveu, na sentença.

E concluiu: “A crítica, tanto à proibição da vaquejada como às declarações da autora, poderiam ser feitas de inúmeras maneiras, inclusive com espírito jocoso ou por meio de piada, mas, tendo por objetivo as declarações, e não a pessoa que as fez, muito menos equiparando-a um animal”.

O ANTAGONISTA

Nenhum comentário